Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Pablo sente dores e vira dúvida no Corinthians contra Atlético-GO

Zagueiro será reavaliado neste sábado para saber se viaja para Goiânia

Nathalia Garcia, O Estado de S. Paulo

26 Maio 2017 | 19h29

Desfalque diante do Vitória, o zagueiro Pablo voltou a sentir dores na coxa direita decorrente de uma antiga fibrose no treinamento desta sexta-feira, no CT Joaquim Grava, e passou a ser dúvida no Corinthians para a partida contra o Atlético-GO, domingo, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. O defensor vinha treinando em campo com os titulares ao longo da semana e saberá se poderá atuar apenas na véspera do jogo após uma avaliação médica.

"O Pablo vai passar por avaliação amanhã (sábado), treinou bem ontem (quinta), sem limitações, hoje (sexta) voltou a se queixar de dores, fibrose é assim mesmo, tem de ter paciência para recuperar e esperar o dia a dia. Amanhã (sábado) a gente toma decisão se ele vai para Goiânia ou não", afirmou o técnico Fábio Carille.

Caso Pablo seja cortado pela comissão técnica, o jovem Léo Santos, de 18 anos, ganhará uma chance na zaga. O único confirmado é Pedro Henrique, que teve uma atuação segura diante do Vitória, em Salvador, no último fim de semana. Carille não tem à disposição o paraguaio Balbuena, que sofreu uma lesão muscular na coxa direita, e Vilson, em processo de recuperação de uma artroscopia no joelho esquerdo.

Diante da incerteza, Carille usou seu discurso para mostrar confiança nos zagueiros reservas, ambos formados nas categorias de base do Corinthians. "Sempre deixei muito claro que estou satisfeito com o elenco. Pablo e Balbuena são titulares da equipe, nós tivemos a experiência contra o Figueirense de jogar Pedro e Léo Santos e jogaram muito bem. Caso a gente não tiver essa dupla, são eles que jogam domingo, a gente tem total confiança nos garotos."

Pedro Henrique e Léo Santos atuaram juntos somente uma vez, em novembro do ano passado, sob o comando do técnico Oswaldo de Oliveira. Na ocasião, o Corinthians levou um gol aos 47 minutos e deixou o Orlando Scarpelli com o empate com o Figueirense por 1 a 1 e um sabor de derrota. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.