1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail
Copa 2014

Paes muda e afirma que está quase torcendo pela seleção argentina

O prefeito, que havia dito em entrevista que se mataria caso a Argentina vencesse a Copa, classificou a invasão como 'linda'

Depois de prometer se matar caso a Argentina vencesse o Brasil no Maracanã, na final da Copa do Mundo, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, mudou de lado. Nesta sexta-feira, o político exaltou a "linda invasão" da capital carioca pelos hermanos e disse que está quase torcendo pela vitória do país vizinho contra a Alemanha. O prefeito lembrou a declaração feita ao jornal inglês The Guardian:

"Eu, no ano passado, disse que me matava se o Brasil perdesse para a Argentina. Agora estão confundindo a história e dizendo que se a Argentina for campeã o prefeito vai se matar, se jogar pela janela. Estou tão simpático à figura dos hermanos que estou quase torcendo para a Argentina", disse, arrancando risos da plateia de investidores do Rio Conference Global Summit.

O episódio gerou brincadeiras no Facebook, como a página "Suicídio do Eduardo Paes". Só na sexta, mais de 31 mil pessoas haviam confirmado presença no "evento".

Prefeito havia dito que se mataria se Argentina fosse campeã
Prefeito havia dito que se mataria se Argentina fosse campeã

A previsão é de uma invasão de argentinos ao Rio para assistir a final no Maracanã. "Quem quiser ver argentinos típicos não deixe de ir ao sambódromo ou à Praça Onze, está imperdível", disse Paes, mencionando locais onde parte dos torcedores argentinos estão acampados. O prefeito carioca deixou clara a preferência por uma vitória Argentina. "Que vença o melhor. Argentina", disse.

Copa 2014