Jf Diorio/Estadão
Jf Diorio/Estadão

Palmeiras bate Inter em casa e sai em vantagem na Copa do Brasil

Alviverde larga na frente do colorado com vitória por 1 a 0 na sua arena

Paulo Favero, O Estado de S. Paulo

17 Maio 2017 | 23h45

Suspenso por seis jogos na Copa Libertadores, Felipe Melo usou a partida pela Copa do Brasil para ajudar o Palmeiras a abrir o duelo com o Internacional em vantagem. Ele comandou o time na vitória por 1 a 0, em casa, pela disputa de mata-mata, e mostrou que fará falta caso o time avance na competição sul-americana.

O Palmeiras fez um grande investimento para trazer o atleta da Europa e parece que até agora está surtindo efeito. Com grande senso de posicionamento, Felipe Melo protegeu a zaga, desarmou e ainda iniciou a jogada do gol da vitória com um lindo lançamento. Experiente, evitou discussões desnecessárias e teve o nome gritado pela torcida.

O time da casa começou tendo mais posse de bola e dominando as ações no meio, mas a marcação do Inter, recuada em seu campo de jogo, era forte e o contra-ataque rápido. A postura dos dois times era clara desde o início e a primeira grande chance veio em um lance de bola parada. D'Alessandro bateu escanteio, Borja mandou contra a própria meta, no travessão, mas depois ele se redimiu no rebote e salvou em cima da linha o chute de Marcelo Cirino.

Sem eficiência na frente e com muitos erros de passe, o Palmeiras não se encontrava enquanto o time gaúcho continuava levando perigo, seja na cabeçada de Cirino, que passou perto após cruzamento de William, seja na falta cobrada por D'Alessandro. A primeira boa chance do Palmeiras só ocorreu depois da metade do período, quando Willian cabeceou para fora.

Apesar dos sustos, o Palmeiras sabia que tinha condições de ser mais perigoso e poderia mudar o panorama a qualquer momento. E foi com velocidade que o time começou a reagir. Em um belo lance de Borja, ele passou para Guerra na entrada da área. O meia limpou seu marcador, mas chutou mal, perdendo ótima chance.

Pouco depois, em uma bola na intermediária, Felipe Melo levantou a cabeça e viu Willian livre pela direita. O volante deu um ótimo lançamento para o atacante, que foi para cima de seu marcador e cruzou. Na tentativa de evitar o gol, o zagueiro Léo Ortiz acabou marcando contra. E antes do intervalo Borja ainda teve ótima oportunidade, driblou o goleiro Daniel, mas mandou para fora.

No segundo tempo, o Palmeiras conseguiu se proteger melhor e praticamente não deixou o Inter jogar. E ainda levava perigo com a velocidade dos seus atacantes. Aos 14, Willian chutou e Daniel segurou com firmeza. Depois foi a vez de Borja receber lançamento de Dudu e ser travado pela zaga. Willian ainda teve nova chance, que obrigou Daniel a espalmar para escanteio.

Cuca então mexeu no time e colocou Roger Guedes no lugar de Borja. Quando viu a alteração, Felipe Melo foi até o colombiano para cumprimentá-lo, uma forma de um dos líderes do time em apoiar seu companheiro. Pouco depois, bateu boca com Marcelo Cirino e esfriou a partida. O Inter quase empatou na cabeçada de Rodrigo Dourado, mas Prass fez grande defesa e garantiu o resultado em casa.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 1 x 0 INTERNACIONAL

Palmeiras: Fernando Prass; Jean, Mina, Edu Dracena e Zé Roberto; Felipe Melo, Tchê Tchê, Willian (Fabiano), Guerra (Erik) e Dudu; Borja (Roger Guedes). Técnico: Cuca.

Internacional: Daniel; William, Léo Ortiz, Víctor Cuesta e Uendel (Iago); Rodrigo Dourado, Fabinho (Roberson), Felipe Gutiérrez e D'Alessandro; Marcelo Cirino e Nico López (Brenner). Técnico: Antônio Carlos Zago.

Gol: Léo Ortiz (contra), aos 32 minutos do 1º tempo.

Juiz: Sandro Meira Ricci (SC).

Cartões amarelos: Erik, Felipe Gutiérrez e Rodrigo Dourado.

Renda: R$ 1.858.449,57.

Público: 31.463 pagantes.

Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP).

Mais conteúdo sobre:
Futebol Palmeiras Copa do Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.