Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação
Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação

Palmeiras bate o Sport fora e sobe para o 5º lugar do Brasileirão

Alviverde supera os desfalques para superar os pernambucanos no Recife

Dani Arruda, especial para o Estado, O Estado de S.Paulo

23 Julho 2017 | 18h38

O Palmeiras conquistou a sua terceira vitória como visitante no Campeonato Brasileiro ao bater o Sport por 2 a 0, neste domingo, na Arena Pernambuco, no Recife, pela 16.ª rodada. Bruno Henrique e Keno marcaram os gols ainda no primeiro tempo. Com o resultado o time do técnico Cuca chegou aos 26 pontos, 14 atrás do líder Corinthians, subindo para a quinta colocação. O Sport permanece com 24 pontos, uma posição atrás do rival alviverde.

Depois de dois jogos seguidos como visitante, na próxima rodada do Brasileirão, a 17.ª, o Palmeiras recebe o Avaí, no próximo sábado, às 19 horas, no estádio Allianz Parque, em São Paulo. No domingo, às 16 horas, o Sport vai a Salvador para enfrentar o Bahia, na Arena Fonte Nova.

A boa fase do Sport contra o atual campeão brasileiro atraiu um grande público na Arena Pernambuco: 42.025 torcedores. É o melhor registrado em jogos entre clubes, perdendo apenas para o confronto entre Brasil e Uruguai, no ano passado, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018 (43.898 pagantes).

Mesmo desfalcado de seis titulares, o Palmeiras foi melhor no jogo, soube marcar forte e segurar as investidas do Sport. E quando teve as oportunidades, não desperdiçou. O time paulista abriu dois gols de vantagem no primeiro tempo. Resultado parcial justo para a equipe que marcou melhor e esteve sempre mais próximo de abrir o marcador, nas poucas chances criadas por ambos.

O Sport não encontrou espaços na forte marcação palmeirense. Com o meio de campo congestionado, tentou sem sucesso as investidas pelas laterais. O goleiro Jaílson saiu para o intervalo sem ter realizado nenhuma defesa importante. O destaque da partida foi Bruno Henrique. O volante marcou o primeiro gol e deu uma bela assistência para Keno ampliar o placar, já nos acréscimos.

Aos 33 minutos, Egídio cobrou escanteio na primeira trave, Bruno Henrique se antecipou a Diego Souza e desviou de cabeça. A bola encobriu Agenor e foi para as redes. "O Egídio já havia cobrado dois escanteios curtos, na primeira trave. Quando ele cobrou eu me antecipei e consegui encobrir o goleiro deles", explicou o volante.

Após o gol, o Palmeiras cresceu. Em vantagem no placar, teve tranquilidade para manter a posse de bola e impediu a reação do time pernambucano. Aos 47 minutos, Bruno Henrique desarmou o adversário, avançou e deu bela assistência para Keno, que entrou na área e tocou rasteiro na saída de Agenor.

No segundo tempo, como era de se esperar, o Sport aumentou o volume ofensivo em busca da reação e criou a melhor chance aos 13 minutos, quando Diego Souza cobrou falta e acertou o travessão. O Palmeiras respondeu aos 30 com Keno, obrigando Agenor a realizar duas defesas seguidas e evitar o terceiro gol.

FICHA TÉCNICA

SPORT 0 x 2 PALMEIRAS

SPORT - Agenor; Samuel Xavier, Ronaldo Alves, Durval e Sander (Rogério); Patrick, Rithely (Thallyson), Everton Felipe (Thomás), Mena e Diego Souza; André. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

PALMEIRAS - Jailson; Mayke, Luan, Juninho e Egídio; Thiago Santos, Bruno Henrique e Jean (Zé Roberto); Erik (Raphael Veiga), Deyverson e Keno (Roger Guedes). Técnico: Cuca.

GOLS - Bruno Henrique, aos 33, e Keno, aos 47 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS - André, Diego Souza e Rithely (Sport); Juninho, Jailson, Raphael Veiga e Keno (Palmeiras).

ÁRBITRO - Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO).

RENDA - Não disponível.

PÚBLICO - 42.025 pagantes.

LOCAL - Arena Pernambuco, no Recife (PE).

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.