Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Palmeiras derrota o Bragantino na estreia de Gabriel Jesus

Alviverde praticamente reserva ganha com gol de Rafael Marques

PAULO FAVERO, O Estado de S. Paulo

07 Março 2015 | 20h52

O Palmeiras venceu o Bragantino por 1 a 0, no Allianz Parque, pela oitava rodada do Campeonato Paulista, mas o fato relevante, que a torcida tanto queria, foi a estreia do garoto Gabriel Jesus, que entrou em campo aos 26 minutos do segundo tempo, levantando o estádio como se tivesse sido gol. Os fãs depositam muita esperança no menino que foi um grande artilheiro na base e entrou emocionado em campo. No final, quase deixou sua marca em um chute de pé esquerdo, em uma partida sonolenta em muitos momentos.

Com apenas dois titulares - Fernando Prass e Zé Roberto -, o Palmeiras tinha muita dificuldade para superar o bloqueio defensivo do Bragantino, que jogava com dez atletas atrás da linha da bola e formava duas linhas nítidas atrás do meio de campo, a fim de não dar qualquer espaço. Sem muito entrosamento, os reservas demoraram a engrenar. Para piorar, logo aos seis minutos, Amaral se machucou e teve de ser substituído.

Mais experiente do time, Zé Roberto passou a atuar no meio e deixou a lateral para João Paulo. Ele até que tentava armar o time, mas o campo molhado e a ansiedade de seus companheiros para mostrar serviço não ajudavam. Dessa forma, a equipe da casa tinha problemas para chegar ao gol e em meia hora de jogo nenhum goleiro tinha sujado o uniforme.

Só que aos 32 minutos, em uma cobrança de lateral, Leandro Pereira deu um toque de calcanhar para Renato, desmontando a marcação do Bragantino. O meio-campista olhou para o lado e viu Rafael Marques livre. O atacante recebeu e tocou com capricho enquanto o goleiro tentava fechar o ângulo, abrindo o placar.

O gol fez com que o time do interior paulista mudasse um pouco de postura, mas ainda assim pouco investiu contra o gol de Fernando Prass. Com a vantagem no marcador, os palmeirenses passaram a ter mais tranquilidade no toque de bola e buscaram os contra-ataques.

Na etapa final, o Bragantino voltou disposto a empatar, mas o Palmeiras soube se defender e evitou grandes sustos. O time da casa também tocava a bola no meio e, com o apoio dos laterais, tentava surpreender a equipe do interior. Só que o jogo foi ganhando uma monotonia incrível, até o técnico Oswaldo de Oliveira atender ao pedido da torcida.

Aos 9 minutos, os palmeirenses gritavam "é Gabriel", mas o treinador esperou um pouco antes de lançar o menino aos leões. Só que como um veterano, ele entrou com disposição e logo mostrou serviço. Poderia ter deixado sua marcado se João Pedro tocasse a bola para o meio - o lateral preferiu cruzar para Rafael Marques e a defesa afastou. O menino também disputou jogadas, sofreu falta e correu até o fim.

Para o palmeirense, ficou a certeza de que ele pode render muito, mesmo sem ter ao seu lado os titulares da posição. Em um jogo sem grandes emoções, Gabriel Jesus roubou a cena, mesmo sem deixar sua marca, e deve ganhar mais chances.

Com o triunfo, o Palmeiras segue disparado na liderança do Grupo C do Paulistão, com 18 pontos, enquanto o Bragantino é o lanterna do D com apenas três. O próximo compromisso palmeirense será na quarta-feira, na Vila Belmiro, em clássico diante do Santos.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 1 X 0 BRAGANTINO

PALMEIRAS - Fernando Prass; João Pedro, Victor Ramos, Jackson e João Paulo; Amaral (Victor Luís), Renato e Zé Roberto; Maikon Leite (Arouca), Leandro Pereira (Gabriel Jesus) e Rafael Marques. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

BRAGANTINO - Lauro; Uchoa, Ferreira, Thiago Martinelli e Thiago Feltri; Adilson Goiano, Diego Macedo (Muralha), Léo Gago e Caio; Diego Maurício (João Vitor) e Erick (Igor). Técnico: Márcio Araújo.

GOL - Rafael Marques, aos 32 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Luiz Flávio de Oliveira.

CARTÃO AMARELO - Victor Luís (Palmeiras) e Thiago Martinelli (Bragantino).

PÚBLICO - 29.452 pagantes.

RENDA - R$ 2.223.055,00.

LOCAL - Allianz Parque, em São Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.