Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Esportes

Esportes » Palmeiras deve perder arena pelo menos 11 vezes no ano

Futebol

J. F. Diorio/Estadão

Esportes

futebol

Palmeiras deve perder arena pelo menos 11 vezes no ano

Por shows e eventos, Allianz Parque não receberá três clássicos

0

DANIEL BATISTA,
O Estado de S.Paulo

24 Março 2016 | 15h32

O Palmeiras terá que se acostumar a jogar longe do Allianz Parque nesta temporada por causa de shows e eventos corporativos que estão marcados para a arena. No total, pelo menos 11 jogos o time alviverde já sabe que não poderá atuar em sua casa e o número pode chegar a 13. Desta lista, três partidas são clássicos, com Corinthians, Santos e São Paulo

O Estado apurou que a Real Arenas, empresa criada pela WTorre enviou ao Palmeiras uma notificação no dia 10 de março onde reservava as datas para utilizar o local em shows e eventos. De acordo com os dados, o Palmeiras não atuará em sua casa, mesmo sendo mandante em pelo menos três jogos do Campeonato Paulista (contra Red Bull, Rio Claro e Corinthians), um jogo nas oitavas da Copa do Brasil (independente de ser mandante no primeiro ou segundo jogo, já que as duas datas o estádio estará ocupado), sete partidas no Campeonato Brasileiro, sendo dois clássicos (Grêmio, Santos, São Paulo, Flamengo, Coritiba, Cruzeiro e Sport).

Outros dois jogos o Palmeiras também pode ser obrigado a mandar fora de seus domínios, caso avance nas competições. Poderia perder o primeiro jogo semifinal da Libertadores e o segundo jogo das quartas de final da Copa do Brasil. 

A reportagem entrou em contato com o Palmeiras e o clube não quis se manifestar. Já a WTorre confirmou a reserva de todas as datas, mas informou que alguns contratos ainda não foram assinados, logo não existe 100% de certeza da realização de todos os eventos. 

No mês de março, a arena recebeu os show do Maroon 5 e no sábado terá Iron Maiden. O estádio ficou "fechado" para jogos entre 11 e 22 e ficará de 24 a 31. Assim, os confrontos com Red Bull (24), Rio Claro (31) e Corinthians (3 de abril) serão disputados no Pacaembu. 

Em abril e maio o Palmeiras escapa de perder jogos em casa, embora a arena também receba alguns eventos, mas não coincidirão com os jogos. Já em Junho, mais uma vez o time alviverde terá que sair de casa. 

No dia 4 está marcado o show do cantor Eros Ramazzotti e arena será fechada entre 29 de maio e 6 de junho. Assim, perderá o confronto com o Grêmio, dia 1º de junho, e também mais uma partida, que ainda não está definida. Pode ser o Fluminense, pelo Brasileiro ou o segundo jogo das quartas de final da Libertadores. As duas partidas estão marcadas para o mesmo dia, 25 de maio, entretanto, a equipe alviverde ainda não sabe se estará na disputa do torneio continental. 

Em julho, um evento corporativo nos dias 8 e 9 fecharão a arena entre 4 e 12 de julho. O clássico com o Santos é dia 10, logo, o Palmeiras mais uma vez não atuará em casa. No dia 6 será o primeiro jogo da semifinal da Libertadores. Pode ser mais um confronto longe de seus domínios como mandante. 

Agosto, mais uma vez um evento corporativo no dia 27 fecha a arena entre os dias 22 e 30. No dia 24, será disputado o primeiro jogo das oitavas de final da Copa do Brasil. Se o Palmeiras for o mandante, vai jogar fora de casa. O jogo de volta é no dia 21 de setembro, data em que também a arena estará fechada em decorrência de um evento.

Setembro ficará ocupado por um evento que será realizado no dia 13 e deixará a arena impossibilitada de receber jogos do dia 7 a 25 de setembro. O clássico com o São Paulo (dia 7), Flamengo (14) e Coritiba (25) serão realizados em outros locais.

Outubro esta marcado o show do cantor Andrea Bocelli, nos dias 12 e 13 e outros dois eventos, dia 15 e 22. No total, a arena ficará fechada do dia 2 ao dia 24 e não receberá o confronto com o Cruzeiro (12) e Sport (23) e talvez um segundo jogo das quartas de final da Copa do Brasil, caso o Palmeiras esteja classificado. Em novembro e dezembro, por enquanto, não existem problemas de conflitos de agenda.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.