Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Palmeiras encara o Red Bull com os pés no chão, por ordem de Oswaldo

Ordem é mostrar que o time não se empolgou demais com o clássico

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

29 Março 2015 | 07h03

A vitória sobre o São Paulo devolveu a confiança ao Palmeiras. Jogadores e comissão técnica enalteceram a boa atuação e a evolução tática. Mas a ordem é esquecer a contundente vitória por 3 a 0 no clássico e mostrar que o time veio para ficar. E que, de fato, o Palmeiras está entrando nos eixos. Para isso, nada melhor do que vencer, o Red Bull, hoje, às 16h, em Campinas, e convencer.

Aos poucos, o técnico Oswaldo de Oliveira vai achando a sua formação ideal e acredita que o time chegará pronto para a fase de mata-mata. Restam ainda três jogos na primeira fase, tempo suficiente para fazer os últimos ajustes. “O crescimento da equipe é a comprovação do que o time vem tentando mostrar. Estamos evoluindo, mas ainda é preciso ter calma”, avisou o treinador, que teve a dura missão de conter a euforia do grupo e manter o foco nas metas traçadas no início da temporada.

Exatamente para o time ficar como ele quer, o treinador tem tentado evitar fazer muitas mudanças de jogadores, mesmo que isso possa sobrecarregar alguns atletas. Como a semana será livre, sem jogos, Oswaldo pode levar o que tem de melhor.

Desfalque certo é o lateral-esquerdo reserva João Paulo, que sofreu um entorse no joelho direito durante um treinamento na sexta-feira. Quem poderia reaparecer é Allione, mas ele continua com dores musculares e, talvez, retorne na semana que vem, contra o Mogi Mirim, jogo que deve marcar a estreia de Valdivia na temporada.

Algo que Oswaldo terá para administrar, além da questão física dos atletas, é o fato dele ter sete atletas pendurados com dois cartões amarelos, casos de Fernando Prass, Vitor Hugo, Tobio, Zé Roberto, Arouca, Alan Patrick e Dudu. Os cartões não serão zerados para as quartas de final, portanto, os sete devem ser advertidos hoje ou no domingo, diante do Mogi, para cumprirem contra o Ituano e chegar zerados no mata-mata.

No Red Bull, o jogo é importante, já que o time briga pela segunda vaga no Grupo A, mas também será de festa. O novo hino do clube vai ser interpretado por MC Guimê e Gaby Amarantos no intervalo da partida.

FICHA TÉCNICA

RED BULL: Juninho; Everton Silva, Anderson Marques, Fabiano Eller e Romário; Willian Magrão, Carlinhos, Allan Dias e Lulinha; Raul e Edmilson

Técnico: Maurício Barbieri

PALMEIRAS: Fernando Prass; Lucas, Tobio, Vitor Hugi e Zé Roberto; Gabriel, Arouca, Robinho, Dudu e Rafael Marques; Cristaldo

Técnico: Oswaldo de Oliveira

JUIZ: Leonardo Ferreira Lima

LOCAL: Moisés Lucarelli, em Campinas

HORÁRIO: 18h30

Mais conteúdo sobre:
Palmeiras Futebol Campeonato Paulista

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.