JALES VALQUER | ESTADÃO CONTEÚDO
JALES VALQUER | ESTADÃO CONTEÚDO

Palmeiras joga contra o Internacional para ganhar e aprender

Objetivo, além de obter boa vantagem em casa, é usar partida com time gaúcho como aprendizado para a Libertadores

Paulo Favero, O Estado de S.Paulo

17 Maio 2017 | 07h00

O Palmeiras estreia nesta quarta-feira na Copa do Brasil já na fase de oitavas de final, contra o Internacional, em um duelo de mata-mata que servirá de importante teste para a próxima fase da Copa Libertadores, cujo título é o principal objetivo do clube no ano. Apesar de atualmente disputar a Série B, a equipe gaúcha despachou o Corinthians na fase anterior e vem apresentando um futebol competitivo.

“Não é porque eles não estão na Série A que será fácil. É clube grande, é a única chance deles de chegar na Libertadores do ano que vem e sei que vão dar a vida nessa competição. Temos de ficar muito ligados, temos de respeitar muito o Inter pela história, pelo time que tem, mas jogamos em casa e vamos dar nosso melhor”, afirmou o atacante Dudu, capitão do Palmeiras.

No ano passado, o técnico Cuca priorizou o Brasileirão em detrimento da Copa do Brasil e o time acabou sendo eliminado pelo Grêmio, nas quartas, em duelo que o treinador utilizou muitos reservas. Desta vez, o calendário é mais favorável e a equipe poderá entrar em campo com força máxima, incluindo o volante Felipe Melo, que está suspenso na Libertadores e não poderá atuar na próxima semana contra o Atlético Tucumán, em casa.

O próprio Dudu diz que o time não tem de dar prioridade a qualquer competição. “Temos um elenco muito qualificado para priorizar. Quem for jogar vai dar conta da competição que for. Copa do Brasil é diferente, campeonato que temos de procurar vencer, mas sem tomar gol em casa. Vamos pegar um adversário muito qualificado, que vem se fortalecendo durante o ano”, explicou.

A torcida alviverde está tão empolgada com a equipe, ainda mais após o retorno de Cuca, que deixou o clube após o título brasileiro no ano passado e voltou agora, que a expectativa é mais uma vez de estádio cheio, com público superior a 30 mil, mesmo com o jogo sendo transmitido pela tevê aberta. Para Dudu, que é artilheiro no Allianz Parque com 15 gols, a força do Palmeiras em seu campo pode fazer a diferença.

“Tem muito tempo que a gente não perde dentro da arena. Somos muito fortes no nosso estádio, como eles também (são) no Beira-Rio. Eles virão para dificultar, mas nós temos a responsabilidade de vencer, até por tudo que se cria, de que temos melhor elenco. Mas, se não corrermos, não dermos a vida, vai acontecer como aconteceu com a Ponte. Vamos perder e lamentar depois”, avisou.

No Inter, o técnico Antônio Carlos Zago tem três importantes desfalques: o lateral Carlinhos, o volante Edenílson e o meia Valdivia. “Os atletas, independentemente de quem vem jogando, sabem o que têm de fazer em campo”, disse.

FICHA TÉCNICA:

PALMEIRAS x INTERNACIONAL

PALMEIRAS: Fernando Prass; Jean (Fabiano), Mina, Edu Dracena e Zé Roberto (Egídio); Felipe Melo, Tchê Tchê, Guerra, Raphael Veiga (Willian) e Dudu; Borja.

Técnico: Cuca.

INTERNACIONAL: Daniel; William, Léo Ortiz, Victor Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, Fabinho, Felipe Gutiérrez e D’Alessandro; Marcelo Cirino e Nico López.

Técnico: Antônio Carlos Zago.

Juiz: Sandro Meira Ricci (SC).

Horário: 21h45.

Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP). 

TV: Globo. 

Ao vivo: estadao.com.br/e/sepvivo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.