1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Palmeiras não empolga e só empata com o River Plate no Uruguai

- Atualizado: 17 Fevereiro 2016 | 00h 06

Alviverde fica no 2 a 2 em sua estreia na Copa Libertadores

O time foi diferente. O roteiro, o mesmo de outros jogos. Um time com enormes dificuldades de criação, pouca movimentação e que vive de lampejos do Dudu. Assim foi a estreia do Palmeiras na Libertadores e o empate por 2 a 2 com o River Plate-URU, em Maldonado.

Após tantos pedidos, finalmente Marcelo Oliveira mexeu na formação do Palmeiras. Abriu mão do 4-2-3-1 e escalou um 4-3-3 com Erik e Thiago Santos na equipe e Gabriel Jesus e Robinho, respectivamente, no banco.

Seria uma formação ofensiva. O problema é que os três do meio eram volantes, casos de Thiago Santos, Arouca e Jean. O treinador levou dois meias para o Uruguai. Robinho ficou no banco de reservas e Allione foi cortado dos suplentes.

Gabriel Jesus entrou no segundo tempo, marcou o segundo gol do Palmeiras contra o River-URU e ganhou o prêmio de melhor jogador da partida entregue pela patrocinadora da Copa Libertadores
Gabriel Jesus entrou no segundo tempo, marcou o segundo gol do Palmeiras contra o River-URU e ganhou o prêmio de melhor jogador da partida entregue pela patrocinadora da Copa Libertadores

Com a nova tática, o tive continuou sem criatividade, embora Jean e Arouca mostrem boa técnica, e ainda mostrou outra deficiência. Sem meia, o que se via era um Palmeiras na defesa e outro no ataque. Um espaço enorme entre os volantes e os atacantes, faziam com que os manjados “chutões” para frente e cruzamentos para a área ditassem a primeira etapa do jogo.

Na única vez que conseguiram abrir espaço na defesa do River, Barrios saiu na cara do gol, mas se atrapalhou com a bola e o gramado e acabou desarmado.

A ideia de Marcelo Oliveira parecia que não iria se concretizar. Ele esperava ver Thiago Santos na proteção da zaga e Jean e Arouca subindo mais ao ataque. Até que aos 34 minutos pela primeira vez saiu a jogada que o treinador queria.

Thiago Santos recuperou a bola, tocou para Dudu, que livre, apareceu pelo meio e deu lindo passe no meio da zaga para Jean, que entrou de surpresa e bateu na saída do goleiro. Enfim, saiu uma jogada.

Palmeiras em 2016
Nilton Fukuda|Estadão
Palmeiras 2 x 0 Fluminense

Palmeiras se redimiu da derrota para a Ponte ao fazer 2 a 0 no Fluminense

Sem solução. No intervalo, Gabriel Jesus entrou no lugar de Erik. Nem deu tempo do garoto tocar na bola e o River empatou. Aos 4, após rápida troca de passe, Schiappacasse entrou na área e foi derrubado por  Prass. Na cobrança do pênalti, Michael Santos empatou.

Ao contrário do que acontece quando leva um gol, o time alviverde não se abateu e foi para cima. Alecsandro entrou no lugar de Barrios e em seu primeiro toque na bola, recebeu passe de Zé Roberto e ajeitou de peito para Gabriel Jesus encher o pé e marcar o segundo. Os reservas pareciam que iriam resolver a partida.

Mas como todos os problemas do passado estavam em campo ontem, mais um apareceu. Aos 18, cobrança de escanteio para a área do Palmeiras e Montelongo, sozinho, cabeceou sem chances para Prass.

Robinho no lugar de Arouca foi a última cartada de Marcelo Oliveira. E o Palmeiras se mandou para o ataque de qualquer jeito, a espera de um cruzamento certo. Não deu e teve que se contentar com um amargo empate em Maldonado.

FICHA TÉCNICA

RIVER PLATE-URU: Nicola Pérez; Montelongo, Ronaldo Conceição, Darío Flores e Diego Rodríguez; Ángel Rodríguez, Ale e Cristián González e Tajam (Ribas); Michael Santos (Rosso) e Schiappacasse

Técnico: Juan Ramón Carrasco

PALMEIRAS: Fernando Prass; Lucas, Roger Carvalho, Vitor Hugo e Zé Roberto; Thiago Santos, Arouca (Robinho), Jean, Erik (Gabriel Jesus) e Dudu; Lucas Barrios (Alecsandro)

Técnico: Marcelo Oliveira

GOLS: Jean, aos 34 do 1º Tempo; Michael Santos, aos 4, Gabriel Jesus, aos 13 e Montelongo, aos 18 do 2º Tempo

CARTÕES AMARELOS: Ángel Rodríguez, Lucas, Fernando Prass, Roger Carvalho e Zé Roberto

RENDA: Não divulgada

PÚBLICO: Não divulgado

LOCAL: Domingo Burgueño Miguel, em Maldonado (URU)

JUIZ: Julio Bascuñan-CHI

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EsportesX