Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Palmeiras quer definir novo técnico até o fim de semana

Clube tem pressa e quer treinador em campo já na próxima semana, para a estreia no Brasileiro

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

05 Maio 2017 | 07h00

A diretoria do Palmeiras está com pressa e quer definir o quanto antes o substituto do técnico Eduardo Baptista, demitido nesta quinta-feira após 21 jogos no cargo. A ideia do diretor de futebol, Alexandre Mattos, e do presidente do clube, Maurício Galiotte, é que o novo comandante comece a trabalhar já a partir da próxima semana e estreie na primeira rodada do Campeonato Brasileiro, contra o Vasco.

O intervalo de dez dias sem jogos pesou para a decisão da troca no comando depois da derrota por 3 a 2 para o Jorge Wilstermann, em Cochabamba, na última quarta-feira, pela Copa Libertadores. O time só volta a campo pela competição continental no dia 24, quando jogará por um empate contra o Atlético Tucumán, da Argentina, no Allianz Parque, para confirmar a classificação às oitavas de final.

Nesta sexta-feira o elenco se reapresenta na Academia de Futebol e terá a primeira parte do trabalho a portas fechadas. O auxiliar técnico Cláudio Prates é quem vai comandar a atividade, pois Baptista deixou o clube junto com o seu assistente, Pedro Gama. Porém, ainda no fim de semana a diretoria já quer anunciar o novo comandante da equipe.

O favorito é Cuca, campeão brasileiro pelo Palmeiras no ano passado. O treinador deixou a função por problemas particular e voltou a morar na cidade natal, Curitiba. "O meu interesse é o que menos importa. O que importa é o da diretoria", disse o treinador ao Estado. "Vamos esperar para ver o que acontece", completou.

Sondado pelo futebol chinês, pesa a favor do Palmeiras o momento pessoal de Cuca. Prestes a ser avô pela primeira vez, ele tem passado o período longe do futebol para ficar mais perto da família. Como treinador ele, ganhou a Libertadores em 2013, pelo Atlético-MG.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.