Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Palmeirense Borja não descarta voltar à Colômbia em 2018

Em entrevista à Rádio Caracol, colombiano afirmou que conversou com o presidente do Nacional

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

27 Outubro 2017 | 19h35

O colombiano Miguel Borja não descarta uma volta ao futebol colombiano no ano que vem. Em entrevista à Rádio Caracol, o atacante do Palmeiras afirmou que voltaria a defender o Atlético Nacional ou o Junior Barranquilla, seu time do coração, caso não conseguisse ser titular no Brasil.

+ Melhor ataque, Palmeiras aposta na versatilidade dos artilheiros

"Se estou jogando aqui (no Brasil), o ideal é ficar e seguir nesse futebol muito competitivo, de muito alto nível. Se não estiver jogando, o ideal é buscar onde se abram as portas, onde eu possa ter mais minutos. Há uns meses, quando não vinha jogando, pensei isso", afirmou o atacante.

Embora tenha sido pouco aproveitado por Cuca, Borja vem sendo escalado por Alberto Valentim. Com a contusão de Willian, que deverá ficar fora mais três semanas, o colombiano ganhou novas oportunidades. Foi titular diante da Ponte Preta, quando encerrou o jejum de quatro meses sem marcar, e teve boa atuação na vitória sobre o Grêmio.

Borja revelou ter conversado com Víctor Hugo Marulanda, presidente do Nacional. "O presidente me ligou, teve conversas. Se tem a possibilidade de ir, eu o farei. Alguns portais disseram que eu disse 'não' ao Nacional, isso é totalmente falso. Falei com Marulanda, sempre estive disposto a regressar. Mas não depende de mim, depende do Palmeiras, do presidente aqui. Eles me querem muito aqui também, é difícil", afirmou.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.