1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Entrevista. Lucas

Atual bicampeão francês, que busca o título inédito europeu, enfrentará Barcelona, Ajax e APOEL na primeira fase da competição

Para Lucas, PSG terá chance de título na Liga se 'jogar o que sabe'

Diego Salgado

28 Agosto 2014 | 19h 17

O objetivo do milionário Paris Saint-Germain na Liga dos Campeões é conquistar o título inédito. É com esse pensamento que o time de Lucas entrará em campo para enfrentar Barcelona, Ajax e APOEL na primeira fase da competição. "Temos capacidade de chegar na semifinal, final e de ser campeão. Acredito muito no nosso time", disse o meia brasileiro em entrevista ao Estado, logo após o término os sorteio dos grupos, que ocorreu nesta quinta-feira, em Mônaco.

O discurso da equipe mudou em relação às duas edições passadas. Há duas temporadas, já com Lucas no elenco, o PSG voltara à competição depois de oito anos. A ideia, na ocasião, era ganhar experiência. E isso aconteceu: o time acabou eliminado apenas nas quartas de final, diante do Barcelona, após dois empates (2 a 2 em Paris e 1 a 1 no Camp Nou).

"A nossa equipe está muito mais forte, preparada e entrosada. Isso aumenta a expectativa. É um sonho nosso, de todo torcedor", afirmou Lucas, que, no ano seguinte, viu o PSG cair novamente nas quartas, contra o Chelsea, depois de vencer o primeiro jogo por 3 a 1.

Jeff Pachoud/AFP - 22/08/2014
Lucas jogará a terceira Liga dos Campeões pelo PSG

O meia-atacante também ressaltou a experiência do grupo comandado pelo técnico Laurent Blanc. O clube fundado em 1970 jogará a Liga dos Campeões pela terceira vez consecutiva - o fato é inédito na história. No total, são sete participações. O melhor resultado do atual bicampeão francês deu-se em 1995, com Raí na equipe. Naquela temporada, o time chegou às semifinais e acabou eliminado pelo Milan.

Qual a expectativa para a sua terceira Liga dos Campeões?

A expectativa é muito boa. A nossa equipe está muito mais forte, preparada e entrosada. Isso aumenta a expectativa. É um sonho nosso, de todo torcedor. Vamos trabalhar para isso, confio na equipe, que é competitiva. Podemos sim chegar longe.

Você achou o grupo deste ano difícil?

Todo grupo é difícil, todo jogo é difícil. Temos de entrar com a mesma vontade em todos os jogos. É um grupo interessante. Enfrentar o Barcelona na primeira fase será interessante também. Duas grandes equipes. Será bonito e vamos trabalhar para conseguir classificar.

O Ajax pode surpreender e conseguir a segunda posição da chave?

O Ajax é uma equipe interessante, de qualidade e pode surpreender. Não podemos menosprezar. Temos de respeitar e jogar o nosso futebol. Se jogar tudo que sabemos, classificamos. Não tem como negar que nós e o Barcelona somos favoritos, mas futebol é jogado dentro de campo e temos de fazer nosso favoritismo.

O Paris Saint-Germain tem time para chegar às semifinais? Qual postura adotar?

Temos capacidade de chegar na semifinal, final e de ser campeão. Acredito muito no nosso time, que é competitivo, com jogadores experientes. Isso é muito importante. Vamos nos preparar bastante para essa competição para poder chegar longe.

Qual o grande trunfo do time atual?

Temos uma equipe muito bem montada, qualificada e competitiva. Temos de executar o que o técnico pede. O segredo é jogar o que sabemos. Conseguimos fazer grandes partidas coletivamente e individualmente.

O que você espera do confronto contra o Barcelona, já que o PSG quase eliminou o rival na edição 2012/2013?

Vão ser dois grandes jogos, grandes equipes. O PSG está crescendo muito. O Barcelona é uma das principais equipes do mundo. Duelos interessantes, bonito de se assistir. Um grande privilegio para quem jogar e participar deste jogo. Será decidido nos detalhes, quem menos falhar sairá com a vitória.