Gabriel Bouys/AFP e Regis Duvignau/Reuters
Gabriel Bouys/AFP e Regis Duvignau/Reuters

Paris Saint-Germain e Neymar iniciam desafio ao poderio madrilenho

Clube francês e atacante brasileiro enfrentam o Real Madrid, pela Liga dos Campeões, para destronarem o adversário e Cristiano Ronaldo

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

14 Fevereiro 2018 | 07h00

O confronto mais aguardado das oitavas de final da Liga dos Campeões começa nesta quarta-feira, às 17h45, em Madri, com a primeira disputa direta pelo torneio entre dois candidatos ao título de melhor jogador do mundo. O português Cristiano Ronaldo e o Real Madrid encaram Neymar e o Paris Saint-Germain, que sonham com a conquista. A partida de volta, na França, será apenas em 6 de março.

+ City atropela o Basel e fica perto de vaga

+ Juventus cede empate e se complica

+ A partir das 17:15, acompanhe a partida ao vivo

O clube espanhol, dono de 12 títulos da competição, e o atacante português, escolhido cinco vezes melhor jogador do mundo, são os modelos de sucesso que inspiram o Paris Saint-Germain. O time francês investiu pesado para conquistar a Liga dos Campeões pela primeira vez e apostou em Neymar como o responsável para concretizar o projeto. 

Contratação mais cara da história do futebol, o brasileiro aceitou o desafio de jogar na França por entender que, caso tenha sucesso, ficará mais perto de conquistar o prêmio de melhor do mundo, que também foi conquistado cinco vezes pelo craque argentino Lionel Messi, seu antigo companheiro de Barcelona.

O encontro com o Real Madrid é fundamental para as ambições particulares de Neymar de ser premiado pela Fifa. Se conseguir levar o Paris Saint-Germain adiante, terá eliminado da disputa da competição um dos mais fortes concorrentes e ganhador em quatro das últimas cinco edições.

"Neymar é uma pessoa que controla muito bem as emoções e sempre responde bem em campo. É uma pessoa muito boa, tem familiares e amigos perto e que o ajudam a crescer cada dia. Ele veio ao clube para nos ajudar a conseguir coisas grandes e este é o momento", resumiu o zagueiro Marquinhos, do PSG, em entrevista coletiva.

Será o primeiro encontro de Cristiano Ronaldo com Neymar no papel de protagonista. O brasileiro aceitou sair do Barcelona para não ficar mais à sombra de Messi e Suárez e encara a primeira grande decisão depois de assumir esse status.

A atuação dele será importante para o PSG não passar pelo vexame vivido no ano passado diante de outro espanhol, o Barcelona, dentro dessa mesma fase da competição. Na ocasião os franceses ganharam em casa por 4 a 0 e sucumbiram na partida de volta no histórico 6 a 1.

Desta vez, a vantagem de ter o segundo jogo em casa é dos parisienses. Segundo o técnico do time, o espanhol Unai Emery, o vexame foi responsável por deixar a equipe mais forte. "A nossa preparação começou a partir daquele jogo. Estamos mais preparados agora", disse.

Se pelos números na temporada os dois protagonistas do confronto mostram equilíbrio, o desempenho dos times mostra uma superioridade dos franceses, que dominam o futebol local. Já o Real Madrid vive momento ruim, apesar das estatísticas favoráveis de Cristiano Ronaldo. O time está eliminado da Copa do Rei, está 17 pontos atrás do líder Barcelona no Campeonato Espanhol e tem na Liga dos Campeões a única chance de título na temporada.

O técnico do time, o francês Zinedine Zidane, negou estar sob pressão e evitou tratar as oitavas de final como um encontro das duas estrelas. "Falamos de dois grandes jogadores, mas é Real Madrid contra PSG, não é Cristiano contra Neymar. Não queremos ver um duelo entre os dois, mas sim das equipes".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.