Parreira muda clima no Corinthians

Para um grupo de jogadores corintianos que estava acostumado a trabalhar sob o regime quase militar do técnico Vanderlei Luxemburgo, a chegada de Carlos Alberto Parreira, em dezembro do ano passado, não fez muita diferença no princípio. A maioria do elenco somente o conhecia como adversário. A única informação sobre seus métodos de trabalho partiu de Fábio Luciano. ?O homem é 10?, resumiu o zagueiro que conviveu com Parreira no Inter de Porto Alegre. Em menos de três meses de Corinthians, Parreira provou que Fábio Luciano tinha razão. Além de competente estrategista ? após a vitória deste domingo contra o Botafogo, por 3 a 1, o time já é vice-líder do Torneio Rio-São Paulo, com 24 pontos ? mostrou-se bem mais tranqüilo que seu antecessor. Homem de diálogo, culto e educado, em questão de dias mudou radicalmente o ambiente de trabalho. Leia mais no Jornal da Tarde

Agencia Estado,

25 Março 2002 | 10h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.