Reprodução
Reprodução

Pego no doping antes da Rio-2016, ciclista brasileiro é suspenso por 4 anos

Kleber da Silva Ramos estava suspenso temporariamente desde o dia 31 de julho

Estadão Conteúdo

09 Janeiro 2018 | 16h18

A União Ciclística Internacional (UCI) anunciou nesta terça-feira a punição aplicada ao brasileiro Kleber da Silva Ramos, ciclista paraibano que foi pego em exame antidoping pouco antes da disputa dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em agosto de 2016.

+ Ciclismo tem o primeiro caso de doping entre brasileiros na Rio-2016

Suspenso temporariamente desde o exame positivo, em amostra colhida no dia 31 de julho, Ramos foi punido com suspensão de quatro anos. Como consequência, foi desclassificado da Olimpíada, na prova de estrada que disputou e não completou.

Ramos, que também é chamado pelo apelido "Bozó", foi flagrado no exame com a substância CERA, que é proibida, por ser considerada a terceira geração de eritropoietina (EPO).

O atleta de Campina Grande, na Paraíba, profissionalizou-se em 2010 e, na divisão de ciclistas entre sprinters e escaladores, é considerado um sprinter que "se vira" nas subidas.

Ele nunca venceu nenhuma das principais provas do esporte. Os melhores resultados foram vitórias em etapas de provas como Tour de San Luis (2016), Ruta de Americas (2012) e Vuelta del Uruguay (2009). No montanhoso circuito olímpico do Rio de Janeiro, Kleber Ramos não chegou a completar a prova no tempo mínimo estabelecido.

Mais conteúdo sobre:
doping ciclismo [esporte] Olimpíada

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.