1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Copa 2014

Pelé aposta em vitória do Brasil por 2 a 0 na abertura

DANIEL BATISTA - O Estado de S. Paulo

09 Junho 2014 | 17h 49

Durante evento patrocinado por um banco, o Rei do futebol opinou sobre a Seleção brasileira e a preparação do Brasil para a Copa

Poucas vezes Pelé foi tão procurado para entrevistas e eventos quanto agora. O Rei do Futebol, esbanjando vitalidade e bom humor, participou nesta segunda-feira de uma entrevista especial, onde torcedores mandavam perguntas pela internet para ele responder. E, sem pestanejar, o eterno camisa 10 arriscou o placar do jogo de estreia do Brasil na Copa do Mundo, contra a Croácia, quinta-feira, em São Paulo.

"Olhando de fora, parece que é um jogo fácil, porque a Croácia não aparece entre as grandes seleções, mas será uma partida bem difícil. O Brasil deve ganhar de uns 2 a 0. Se fizer três gols, será ótimo, mas acho que teremos muitas dificuldades", disse o Rei do Futebol, em evento realizado pelo Banco Santander, um dos seus patrocinadores.

Pelé deixou claro que sua opinião não é uma visão pessimista, pelo contrário. Ele acredita que o último amistoso contra a Sérvia (vitória por 1 a 0) serviu para mostrar um pouco da dificuldade que a equipe de Luiz Felipe Scolari terá pela frente.

Divulgação
Pelé aposta que o Brasil irá vencer, com um pouco de dificuldade, a Croácia no jogo de abertura

"A preocupação maior é justamente esse clima de que não é um time forte, por isso já ganhamos. Isso preocupa. No último jogo que fizemos, o primeiro tempo foi difícil porque a Sérvia deu trabalho e ela joga com o mesmo estilo que a Croácia", analisou.

Esbanjando simpatia ao lado das apresentadoras Patrícia Maldonado, Renata Fan e Dani Calabresa, que fizeram as perguntas que vinham pelas mídias sociais, o Rei mais uma vez deixou claro a vontade em encontrar o Uruguai na decisão do Mundial.

"Gostaria muito, por tudo que meu pai chorou na Copa de 50, que desse Brasil e Uruguai na final. Porque aí o Brasil teria a chance de revanche. Seria perfeito, mas na verdade eu quero mesmo é que o Brasil chegue na final e seja campeão. Não importa contra quem, mas se pudesse escolher, seria o Uruguai", disse.

Copa 2014