Daniel Augusto Jr|Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr|Agência Corinthians

Permanência de Pablo vira prioridade da diretoria do Corinthians

Em cinco meses, zagueiro se tornou o pilar da melhor defesa do Campeonato Paulista

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

09 Maio 2017 | 07h00

A permanência do zagueiro Pablo transformou-se em uma das prioridades da diretoria do Corinthians. Emprestado até o fim do ano pelo Bordeaux, da França, o zagueiro tem uma cláusula contratual que obriga o Corinthians a exercer o direito de compra até julho. O valor é de € 3 milhões (quase R$ 10 milhões). Depois do ótimo rendimento no primeiro semestre, quando se tornou um dos pilares da melhor defesa do Paulistão, o jogador chamou a atenção de outras equipes.

Em crise financeira e sem dinheiro para fazer grandes investimentos, o Corinthians busca alternativas para ficar com o defensor. O clube deve acertar a venda de 25% dos direitos do zagueiro Felipe ao Porto, de Portugal. Outra possibilidade é envolver na transação os 15% que o time ainda detém do atacante Malcom, que também pertence ao Bordeaux.

"Vamos esgotar todas as possibilidades de ter o Pablo em definitivo com a gente. Ele quer ficar no Corinthians, nós queremos contar com ele, e vamos trabalhar para chegar a um entendimento com o Bordeaux, que não deixa de ser um clube parceiro e que recentemente fez a aquisição do Malcom. Temos uma porcentagem lá ainda, e fico bastante tranquilo para no futuro poder contar definitivamente com o Pablo", afirmou o gerente de futebol Alessandro Nunes.

Contratado no início da temporada, Pablo tem 24 partidas com a camisa do Corinthians - sempre titular - e marcou dois gols na campanha do título paulista. Revelado pelo Ceará, o defensor de 25 anos atuou por clubes como Grêmio, Avaí e Ponte Preta antes de chegar ao Bordeaux. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.