Petkovic está na mira do Cruzeiro

Com a perda do título da Copa dos Campeões, conquista que valia uma vaga na Taça Libertadores de 2003, a diretoria do Cruzeiro decidiu investir num jogador experiente para a disputa do Campeonato Brasileiro. A inexperiência dos jogadores foi considerada pelos dirigentes o fator fundamental na derrota para o Paysandu. "Faltou um jogador para colocar a bola debaixo do braço, vamos dizer assim, na gíria do futebol, e dizer: ´acabou o jogo´. Mas faltou essa tranqüilidade", lamentou o vice-presidente de Futebol, Alvimar Oliveira Costa, salientando que a média de idade dos 20 jogadores que disputaram a Copa dos Campeões é de aproximadamente 22 anos. Entre os nomes cogitados pela diretoria, Alvimar Perrella, como é conhecido, admitiu a possibilidade do sérvio Petkovic - um antigo desejo do clube mineiro - disputar o Brasileirão pelo time celeste. Segundo ele, o jogador foi oferecido à diretoria. "Ele dispensa comentários no aspecto técnico. Se cair na realidade do futebol brasileiro, pode ser um nome". O dirigente, porém, disse que a frustração pela perda do título não irá "desvalorizar o trabalho que foi feito", lembrando que este ano o Cruzeiro disputou quatro competições, chegou à final de três e ganhou duas. Alvimar saiu em defesa do goleiro Jefferson, de 19 anos, que falhou em dois gols do time paraense. "Temos que levar em consideração que ele nos garantiu o título da Copa Sul Minas e nos levou à final da Copa dos Campeões. Foi realmente uma tarde negra para o Cruzeiro." A delegação do Cruzeiro antecipou a volta para a capital mineira e deixou Fortaleza no final da noite desta segunda-feira, chegando nesta madrugada em Belo Horizonte. Os jogadores retornam aos treinamentos na próxima quarta-feira. O time mineiro estréia no Brasileiro no próximo domingo, contra o Fluminense, no Maracanã. A diretoria acertou nesta segunda-feira o empréstimo do volante Marcos Paulo ao Sporting, de Portugal. O time pagará US$ 150 mil para ter o atleta.

Agencia Estado,

05 Agosto 2002 | 20h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.