Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Esportes

Esportes » Polícia indicia os 12 suspeitos presos na Operação Jules Rimet

Futebol

Esportes

Copa 2014

Polícia indicia os 12 suspeitos presos na Operação Jules Rimet

Delegado Fábio Barucke pediu pela prisão preventiva dos envolvidos e decisão agora está nas mãos de promotor

0

Jamil Chade e Tiago Rogero,
O Estado de S. Paulo

09 Julho 2014 | 13h23

Atualizada às 14h30
O delegado Fábio Barucke, titular da 18ª DP ( Praça da Bandeira), indiciou na manhã desta quarta-feira o CEO da Match, Ray Whelan, o franco-argelino Lamine Fofana e outros 10 suspeitos de envolvimento no esquema milionário de venda de ingressos da Copa do Mundo. O inquérito foi entregue ao Ministério Público do Rio e, agora, caberá ao promotor Marcos Kac oferecer denúncia em até cinco dias contra o grupo.

O delegado Barucke pediu também pela prisão preventiva de onze indiciados - dois deles estão soltos: Whelan e Marcelo Pavão, beneficiado também nesta terça por habeas corpus com pagamento de fiança. As decisões foram proferidas pela desembargadora Marilia de Castro Neves Vieira. O Estado informou na edição desta quarta que a magistrada é esposa do Procurador-Geral de Justiça, Marfan Vieira. Mas, segundo a assessoria de imprensa do MP, eles já não são casados há quatro anos. Whelan pagou R$ 5 mil; Pavão, R$ 4 mil.

O titular da 18ª DP somente não pediu a preventiva para o advogado José Massih, por considerar que sua colaboração foi importantíssima para a prisão do CEO da Match. Com o fim do prazo da prisão temporária, nesta quinta, Massih responderá ao processo em liberdade. Preso em São Paulo, ex-empresário do jogador Elano, Massih vinha sendo apontado pela polícia como o braço direito de Fofana no Brasil.

Raymond Whelan foi indiciado por associação criminosa e pelo artigo 41-G do Estatuto do Torcedor. Os demais foram indiciados por cambismo com associação criminosa e lavagem de dinheiro. Três presos que tentaram subornar os policiais dentro da delegacia durante o processo de investigação da Jules Rimet também foram indiciados por corrupção.

Mais conteúdo sobre: