Kacper Pempel/Reuters
Kacper Pempel/Reuters

Polônia bate Montenegro e se garante na Copa; Dinamarca vai para a repescagem

Comandados por Lewandowski, poloneses chegam a 25 pontos, contra 20 dos dinamarqueses

Estadão Conteúdo

08 Outubro 2017 | 15h46

A Polônia se tornou neste domingo a 14.ª seleção garantida na Copa do Mundo da Rússia. E a classificação veio em um jogo emocionante, com direito a gol contra, de bicicleta e a quatro tentos marcados nos minutos finais. Melhor para os poloneses, que ganharam de Montenegro por 4 a 2, em Varsóvia, em duelo válido pelas Eliminatórias Europeias do Mundial de 2018.

+ Inglaterra vence e fecha Eliminatórias invicta; Eslováquia luta pela repescagem

O resultado confirmou a Polônia na liderança do Grupo E com 25 pontos, cinco na frente da Dinamarca, que só empatou neste domingo com a Romênia, em casa, por 1 a 1. Ainda assim, os dinamarqueses se garantiram na repescagem e seguem com chances de disputar a Copa do Mundo da Rússia.

Já Montenegro, que despencou na reta final e perdeu as duas últimas partidas, terminou em terceiro com 16 pontos, três na frente da Romênia. Em quinto ficou a Armênia, que empatou com o lanterna Casaquistão neste domingo por 1 a 1.

Esta será a oitava participação polonesa em uma Copa do Mundo. A seleção disputou anteriormente os Mundiais de 1938, 1974, 1978, 1982, 1986, 2002 e 2006, embora não tenha passado da primeira fase nas últimas duas edições.

Com sua estrela Robert Lewandowski em campo e precisando vencer para não depender do resultado da Dinamarca, a Polônia começou avassaladora e abriu 2 a 0 com apenas 16 minutos, com gols de Krzysztof Maczynski e Kamil Grosicki.

A classificação parecia encaminhada. Mas, entre os 33 e os 38 minutos do segundo tempo, Montenegro marcou duas vezes - uma delas em bela bicicleta de Stefan Mugosa - e ameaçou a vaga do adversário.

Mas a própria zaga de Montenegro "assegurou" a classificação polonesa. Aos 40 minutos, Mijuskovic recuou errado, Lewandowski se antecipou, ganhou a dividida com o goleiro e marcou o seu 16.º gol na competição. E, apenas dois minutos depois, Stojkovic cortou errado cruzamento e, bisonhamente, jogou contra o próprio gol. Um 4 a 2 confuso, mas que colocou a Polônia na Copa do Mundo.

Já a Dinamarca até chegou a abrir o placar aos 15 minutos do segundo tempo, de pênalti, com Christian Eriksen. Mas, mesmo jogando em casa, tomou o gol de empate aos 43 - marcado por Ciprian Ioan Deac - e perdeu qualquer chance de assumir a primeira colocação. Vai, assim, disputar a repescagem.

Além da Polônia, estão classificados o Brasil, na América do Sul; a Nigéria, na África; Irã, Japão, Coreia do Sul e Arábia Saudita, na Ásia; Bélgica, Espanha, Alemanha e Inglaterra, na Europa; e México e Costa Rica na Concacaf. País-sede, a Rússia também está garantida no Mundial.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.