1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Por segurança, FPF decide cobrar ingressos para jogo do São Paulo

- Atualizado: 18 Janeiro 2016 | 18h 55

Clássico contra o Flamengo será disputado na Arena Barueri

Após o confronto entre torcedores do São Paulo e policiais militares e guardas municipais no estádio Nogueirão, em Mogi das Cruzes, no jogo contra o Rondonópolis pela Copa São Paulo de Juniores, a Federação Paulista de Futebol decidiu tomar providências para a próxima fase.

A partida entre São Paulo e Flamengo, válida pelas quartas de final do torneio, será disputada na Arena Barueri, nesta quarta-feira, com a cobrança de ingressos. Até a fase anterior, todos os jogos da Copinha foram realizados com entrada gratuita. De acordo com a entidade, a medida foi tomada por questões de segurança.

O São Paulo goleou, mas partida ficou marcada por confusão entre torcida e policiais

O São Paulo goleou, mas partida ficou marcada por confusão entre torcida e policiais

“Diante dos acontecimentos, o confronto entre São Paulo e Flamengo, pelas quartas de final da competição, será disputado na Arena Barueri, em Barueri. E os ingressos serão cobrados, por medida de segurança. A FPF analisa junto aos órgãos competentes medidas que serão aplicadas para punir os responsáveis pelos fatos lamentáveis”, publicou a federação em seu site oficial.

A entidade avalia que a Arena Barueri, local em que o São Paulo atuou duas vezes antes de enfrentar o Rondonópolis, possui melhor infraestrutura para um jogo de risco com duas grandes torcidas como são a de São Paulo e a do Flamengo.

Na noite de domingo, membros de uma torcida organizada do São Paulo entraram em conflito com policiais militares, seguranças e membros da Guarda Municipal de Mogi das Cruzes durante o intervalo do jogo válido pelas oitavas de final da Copa São Paulo, no estádio Nogueirão. O motivo foi a superlotação. Os guardas e seguranças ficaram acuados, enquanto vândalos usavam paus, barras de ferro e até lixeiras para tentar atingi-los.

Policiais Militares que estavam fora do estádio entraram no conflito com balas de borracha e bombas de efeito moral. O gás rapidamente se espalhou por todo o estádio. De acordo com a PM, 15 pessoas ficaram feridas, mas todas foram atendidas no próprio estádio, sem a necessidade de encaminhamento ao hospital. Ainda de acordo com a PM, ninguém foi preso.

Abaixo a nota oficial da Federação Paulista de Futebol:

“A Federação Paulista de Futebol repudia veementemente os fatos provocados por torcedores organizados do São Paulo FC na noite de domingo (17), em Mogi da Cruzes, durante partida entre São Paulo e Rondonópolis, pela quarta fase da Copa São Paulo de Futebol Júnior. A FPF esclarece que o estádio do jogo, que não era considerado de risco, foi recém-inaugurado e reunia condições para abrigar a partida.

Diante dos acontecimentos, o confronto entre São Paulo e Flamengo, pelas quartas de final da competição, será disputado na Arena Barueri, em Barueri. E os ingressos serão cobrados, por medida de segurança. A FPF analisa junto aos órgãos competentes medidas que serão aplicadas para punir os responsáveis pelos fatos lamentáveis.

Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2016
Alex Silva/Estadão
Flamengo ganha nos pênaltis e é tricampeão da Copinha

Jogadores do Flamengo levantam a taça da Copa São Paulo de Futebol Júnior no Pacaembu

 

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EsportesX