Érico Leonan/São Paulo FC
Érico Leonan/São Paulo FC

Por vitórias, Aguirre estuda dar mais oportunidades a 'esquecidos' no São Paulo

Oportunidade aproveitada por Shaylon deve movimentar disputa por oportunidades na equipe tricolor

O Estado de S.Paulo

15 Maio 2018 | 07h00

O técnico Diego Aguirre, do São Paulo, se mostrou satisfeito com a atuação decisiva do meia Shaylon, que entrou no segundo tempo contra o Bahia e, no último minuto de jogo, ousou de fora da área e acertou um golaço que tirou a vitória da mão dos baianos. O jogou temrinou 2 a 2. O treinador mostrou que valoriza quando jogadores aproveitam esse tipo de oportunidade, o que pode beneficiar outros atletas "esquecidos" no banco tricolor.

São Paulo começa semana livre com treino sem Rodrigo Caio e Militão

Aguirre já deixou claro: não tem titular garantido no São Paulo. E demonstra isso com frequência, com escalações diferentes, rodízio de atletas, retirada de "medalhões" quando necessário. E agora o que mais preocupa o uruguaio é a sequência de empates. A invencibilidade dois últimos oito jogos contrasta com as apenas duas vitórias nesse período - e seis empates.

"É estranho. Não estamos perdendo, mas também não estamos ganhando. Temos que seguir trabalhando para tentar ganhar o próximo jogo. Temos que continuar trabalhando para conquistar nossos objetivos", avalia o treinador. "É um jogador que trabalha muito e é merecedor. Fui até o campo e disse para ele: você merece. Falo muito de oportunidades e ele agarrou a dele. Chegou em campo e disse: 'aqui estou'. Está de parabéns."

Pela atuação decisiva no domingo, Shaylon desponta como favorito para ser acionado por Aguirre mais vezes. Mas atletas como Caíque e Bissoli estão no radar do treinador. O primeiro chegou a jogar com o novo técnico no mata-mata do Paulistão. Até foi titular na última rodada da fase de grupos, por indicação do uruguaio, que ainda não estava oficialmente no comando da equipe e atuava nos bastidores com André Jardine.

Outro "esquecido" pelo uruguaio é o volante Araruna, que atuou uma única vez e que surge como opção no time para o meio campo e improvisado pela lateral-direita, se necessário, como foi com o ex-técnico Dorival Junior.

Os jogadores demonstram confiança no elenco “Nossa equipe está de parabéns pela entrega e determinação (no empate com o Bahia)", avalia o volante Jucilei. "Demonstramos que temos um time guerreiro e que não desiste, mas queremos mais. Precisamos vencer para subir na classificação"

Mais conteúdo sobre:
São Paulo Futebol Clube

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.