Portuguesa contra o azar da estréia

Na Copa João Havelange de 2000 e no Campeonato Brasileiro de 2001, a Portuguesa estreou diante do Goiás e ambas as partidas foram no Canindé. E perdeu nas duas oportunidades, 2 a 0 e 1 a 0, respectivamente. A história se repete no Nacional deste ano, só que neste sábado o jogo é no Serra Dourada, em Goiânia, às 16 horas. Cautelosa, a equipe paulista vai apostar na forte marcação para não ser surpreendida e conseguir um resultado positivo fora de casa. E a força do time do técnico Edu Marangon está na consistência do setor de marcação, que, em cinco jogos na pré-temporada, sofreu apenas 2 gols. A defesa é formada pelo jovem César, de 22 anos e o experiente Ageu, 30 anos. A dupla promete usar do entrosamento e das constantes conversas, um trunfo para a Lusa não sofrer tantos gols como no Brasileiro do ano passado, 33 em 27 jogos, média de 1,22, e no Torneio Rio-São Paulo deste ano, quando foi uma catástrofe, levando 37 em 15 jogos, média de 2, 47. ?Essa marca é do passado, vivemos um novo momento. Em dez Brasileiros que disputei nunca passei por situação como esta e não vai ser agora?, garante Ageu. ?Estamos fazendo uma marcação eficiente, começando com os homens da frente. Assim, vai ser difícil eles (Goiás) jogarem a bola na nossa casinha (gol),? concluiu, lembrando que em 2001, quando ainda defendia o Paraná, sua equipe saiu com o triunfo de Goiânia, por 3 a 1. ?O Ageu me passa muita calma. Estamos conversando bastante e daremos tudo para não tomarmos gol?, garante o ansioso César, que fará sua estréia em nacionais. E apesar de jovem, ele vem se destacando no grupo pela boa impulsão e facilidade nas saídas de bola. Tanto que barrou o recém-contratado Alex Xavier. Edu está em dúvida entre escalar Sandro Fonseca, que atua como meia e volante ? único do elenco presente nas duas últimas derrotas para o Goiás ? ou o ofensivo Danilo. ?Vou esperar, nada de afobação no momento. Os dois jogadores estão bem, têm qualidades e estão prontos para jogar.?

Agencia Estado,

09 Agosto 2002 | 18h17

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.