Sérgio Castro/Estadão
Sérgio Castro/Estadão

Prass admite ter falhado em gols do São Paulo: 'Eram defensáveis'

Goleiro não foi bem em derrota alviverde no clássico, disputado no Morumbi

Paulo Favero, O Estado de S.Paulo

27 Maio 2017 | 21h30

O goleiro Fernando Prass, do Palmeiras, admitiu após o clássico deste sábado ter falhado nos lances dos gols do São Paulo na derrota por 2 a 0 no estádio do Morumbi, na capital paulista, pelo Campeonato Brasileiro. Segundo ele, as duas reações no lance para tentar defender as finalizações de Lucas Pratto e de Luiz Araújo foram bem abaixo do nível em que está acostumado a atuar.

"São duas bolas que eu poderia ter defendido. Aí complica mesmo. O problema foram meus erros individuais", lamentou Fernando Prass. "Pelo meu nível de atuação e pelo meu trabalho, eu poderia ter defendido. Fico triste pelo resultado e frustrado pelo trabalho que fazemos no dia a dia", comentou na saída do gramado.

O São Paulo ganhou a partida com gols aos 17 e aos 38 minutos do segundo tempo. Apesar de se sentir culpado, Fernando Prass negou que vai se abalar. "A experiência te caleja. Tenho quase 230 jogos pelo Palmeiras. Fico triste, mas tomei gols que eram evitáveis", afirmou. O time do Morumbi chegou aos gols em chutes cruzados dos dois atacantes. "Eram bolas defensáveis, sem dúvida alguma. Se disser que não, estaria me desmerecendo", acrescentou.

Antes de abrir o 2 a 0, o Palmeiras teve a chance de empatar em uma cobrança de pênalti. Jean foi derrubado por Jucilei, mas, ao cobrar, chutou para fora, à esquerda do goleiro Renan Ribeiro. "Não é tão fácil bater pênalti quanto parece. A responsabilidade é minha. Acabei tirando demais do goleiro", disse o lateral-direito alviverde.

Mais conteúdo sobre:
futebol Palmeiras Fernando Prass

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.