1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Copa 2014

Preparo físico pode ser decisivo para jogo no Itaquerão

FABIO HECICO - Agência Estado

09 Julho 2014 | 08h 25

Messi agacha, apóia-se nos joelhos e busca o ar. Van Persie coloca as mãos na cintura, enxuga o suor e tenta, em vão, uma última corrida. O craque argentino e o goleador holandês deram demonstração, nos últimos jogos, que estão esgotados. Assim como as suas seleções. Argentina e Holanda já encararam os 30 minutos da prorrogação nesta Copa e sabem que o preparo físico pode ser decisivo nesta quarta-feira.

Em um duelo que promete ser bastante corrido, terão de ganhar no fôlego para alcançar a sonhada final. Quem tiver mais perna é que vai se sobressair. E, para isso, estão com programação diferenciada, trocando treinos físicos e com bola por descanso maior e privilegiando a recuperação muscular.

Messi, Higuaín e os não tão meninos Mascherano e Demichelis, assim como Van Persie, Robben e Sneijder andam recebendo tratamento especial antes das decisões para superarem a sequência dura de jogos.

Alejandro Sabella e Louis Van Gaal já não submetem suas estrelas aos trabalhos puxados. "Nessa fase da Copa, temos um dia a menos de descanso entre as partidas. Em geral, costumo dar dois dias de descanso e recuperação para os atletas e, agora, com um dia a menos, temos um problema", disse o treinador holandês.

Van Persie é um dos mais exaustos. E só não foi substituído contra a Costa Rica para segurar a troca para os pênaltis (entrou o goleiro reserva). Messi saiu reclamando das dores no corpo contra a Suíça, nas oitavas. Culpou gramado e clima. Também não escondeu a estafa diante da Bélgica.

A Argentina ainda tem contra si o fato de ter feito muitos jogos às 13 horas. Sabella vem reclamando que seus jogadores estão "no limite". Agora sua seleção entrará em campo às 17 horas e com termômetros em 18 graus, mas terá de enfrentar outra adversidade, também preocupante aos holandeses. Deve chover forte na tarde desta quarta.

Copa 2014