Fabrice Coffrini/AFP
Fabrice Coffrini/AFP

Presidente de time suíço é proibido de ir a estádios por 14 meses após agredir comentarista

Christian Constantin, mandatário do Sion foi filmado agredindo Rolf Fringer, comentarista e ex-treinador da seleção suíça

Estadão Conteúdo

12 Outubro 2017 | 13h06

O Comitê Disciplinar da Liga Suíça de Futebol informou nesta quinta-feira que o presidente do clube Sion, Christian Constantin, está proibido de entrar em estádios por 14 meses após se envolver em uma briga com um comentarista de televisão.

A confusão ocorreu em 21 de setembro, quando o Sion superou o Lugano fora de casa, por 2 a 1, pelo Campeonato Suíço. Na ocasião, Constantin foi filmado agredindo Rolf Fringer, comentarista e ex-treinador da seleção suíça.

+ Wenger admite que Arsenal pode vender Sánchez e Özil em janeiro

Constantin chegou a dizer para o canal de televisão de Fringer que ele merecia um "chute na traseira" pelas críticas constantes ao desempenho do Sion. O incidente é encarado como um ponto negativo na tentativa da cidade de sediar os Jogos Olímpicos de Inverno de 2026.

Além da suspensão dos estádios, o dirigente foi multado em 100 mil francos suíços (aproximadamente R$ 325 mil). Constantin, porém, pode recorrer da punição, que inclui partidas da principal competição nacional, da Copa da Suíça e da seleção.

O Sion está apenas na sexta colocação do Suíço com 12 pontos, onze atrás do líder Young Boys. A equipe também chegou a disputar a fase preliminar da Liga Europa, mas acabou eliminada pelo Suduva, da Lituânia.

Mais conteúdo sobre:
Sion Liga Europa Arsenal

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.