Reprodução/Internacional
Reprodução/Internacional

Presidente do Inter cita experiência em Série B para escolher Guto Ferreira

Treinador conquistou o acesso com o Bahia na temporada passada

O Estado de S.Paulo

30 Maio 2017 | 17h42

O presidente do Internacional, Marcelo Medeiros, destacou nesta terça-feira a experiência do treinador Guto Ferreira com equipes que disputaram a Série B do Campeonato Brasileiro como um dos fatores importantes para a escolha do nome dele para substituir Antônio Carlos Zago no comando da equipe colorada. A característica de valorizar as categorias de base e o passado no clube também contaram a favor do técnico, que estava à frente do Bahia.

"Foi campeão no profissional em 2002. Traçou uma caminhada muito longa para estar aqui de volta ao Inter, muito trabalhosa e com muito profissionalismo. E os seus últimos trabalhos o credenciam para essa missão de colocar o Inter de volta à elite do futebol brasileiro. Ele já subiu equipes deste cenário que nós estamos inseridos (que disputam a Série B) e nós temos muita confiança no trabalho dele", explicou o mandatário do Internacional.

Marcelo Medeiros rechaçou críticas da imprensa gaúcha sobre ter se calado desde a demissão do técnico Antônio Carlos Zago, definida no fim de semana passado, após a derrota da equipe para o Paysandu, em Belém, pela terceira rodada da Série B. O dirigente justificou a troca na avaliação que fez, junto com a diretoria de futebol, sobre o desempenho do ex-treinador.

"Nós entendemos que o Inter necessitava de uma mudança de rumo. Nossa expectativa era que, nesse momento da temporada, o nosso desempenho estivesse melhor. Nesse sentido, a gente agradece muito o Antônio Carlos Zago pelo trabalho desenvolvido. Teve coragem de assumir um desafio no inicio da temporada. Deu essa contribuição e nós fizemos essa mudança", frisou.

O presidente do time colorado também negou possíveis rusgas no relacionamento com a direção do Bahia pelo fato de Guto Ferreira deixar um trabalho em andamento. Marcelo Medeiros revelou que explicou ao colega baiano o procedimento que a diretoria do Inter adota nas negociações e não houve queixas. ""Não tem nenhuma aresta a ser aparada com o Bahia", finalizou.

Guto Ferreira não estará presente no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, nesta quarta-feira, quando o Internacional enfrentará o Palmeiras, às 21h45, no jogo da volta das oitavas de final da Copa do Brasil - no primeiro duelo, em São Paulo, os paulistas venceram por 1 a 0. O novo comandante colorado deverá estar na capital gaúcha somente na quinta, quando será apresentado oficialmente no clube em uma entrevista coletiva - o horário da apresentação ainda não foi definido.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.