Ricardo Duarte/SC Internacional
Ricardo Duarte/SC Internacional

Presidente do Inter nega que pressão da torcida tenha definido demissão de Guto

Marcelo Medeiros afirma que decisão foi pensada conforme observação do trabalho do elenco nas últimas semanas

Estadão Conteúdo

12 Novembro 2017 | 11h14

O empate de sábado diante do Vila Nova, em casa, e a quarta partida consecutiva sem vitória na Série B do Campeonato Brasileiro selaram o fim da trajetória de Guto Ferreira no Internacional. O treinador foi demitido momentos depois do apito final no Beira-Rio. A pressão da torcida já era grande pela saída, mas não foi isso que a definiu. Pelo menos de acordo com o presidente Marcelo Medeiros.

+ Vila Nova busca empate no Beira-Rio e adia acesso do Internacional

"Não se toma uma decisão desta profundidade por causa de vaia", declarou. "O trabalho do Guto nos trouxe até aqui e tu não trocas de treinador a cada tropeço. Tem que fazer o diagnóstico da comissão técnica, acompanhar o trabalho do grupo, conversar. E dentro desse diagnóstico, dentro desse resultado em que poderíamos ter conseguido retornar à Série A de forma antecipada, entendemos que é o melhor para o clube."

Com o empate de sábado, o Inter caiu para a segunda colocação da Série B, com 64 pontos, dois atrás do América-MG. Se o acesso ainda está bastante próximo, o clube perdeu a chance de garanti-lo com antecipação neste fim de semana, o que gerou revolta da torcida e até confusão do lado de fora do Beira-Rio.

"Estamos na vice-liderança e lideramos o campeonato várias rodadas. Temos que jogar de acordo com as características dos jogadores que temos. Temos que entender que caiu o desempenho, a gente tem três jogos no Beira-Rio, três pontos. Sofremos muito defensivamente com CRB, Ceará, Luverdense. Temos que tentar apurar responsabilidades. Todos têm. No somatório do diagnóstico o somatório foi este", considerou Medeiros.

O Inter ainda não definiu o novo treinador para as últimas três rodadas da Série B. O retorno à elite do Brasileirão pode acontecer já na próxima partida, contra o Oeste, na próxima terça-feira, em Barueri.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.