Pressa de Messi pode deixá-lo fora da Copa, diz médico

Um membro da equipe médica do Barcelona que não quis se identificar disse ao jornal espanhol El Pais que o atacante argentino Lionel Messi dificilmente jogará a final da Liga dos Campeões, no dia 17 de maio, contra o Arsenal, na França, e que uma eventual pressa em sua recuperação pode custar ao jogador sua participação na Copa do Mundo, que começa no dia 9 de junho. "Se ele se apressar demais, vai perder a Copa", disse o médico, em entrevista publicada na edição desta terça-feira do diário. Segundo ele, Messi tem apenas 2% de chances de enfrentar o Arsenal. O argentino sofreu uma ruptura muscular na perna direita durante o jogo contra o Chelsea, pelas oitavas-de-final da Liga, no dia 7 de março. "Não há milagres nesse tipo de lesão", afirmou o médico. Messi voltou no sábado à Espanha, depois de passar uma semana de descanso na Argentina. Ele mesmo admitiu que a volta prematura aos treinos, no mês passado, fez com que a lesão se agravasse. Apesar da pouca idade - completará 19 anos no dia 24 de junho, durante a Copa -, o jogador é uma das esperanças da Argentina na competição. A equipe está no Grupo C, e estréia no Mundial no dia 10 de junho, em Hamburgo, contra a Costa do Marfim. Antes, a equipe realiza amistosos contra Angola, no dia 30 de maio, e contra a Arábia Saudita, em 4 de junho.

Agencia Estado,

02 Maio 2006 | 10h18

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.