1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Primeiros adversários da seleção batalharam na Primeira Guerra

Ciro Campos - O Estado de S. Paulo

10 Junho 2014 | 07h 00

Elenco do Exeter City, da Inglaterra, participou do conflito logo depois de ter enfrentado o Brasil em amistoso no Rio de Janeiro

Depois do retorno da viagem ao Brasil, onde fizeram o primeiro jogo da história da seleção brasileira, parte dos jogadores do Exeter nunca mais teve a mesma vida. Mesmo antes de desembarcarem na Inglaterra, começou a Primeira Guerra Mundial (1914-1918) e muitos daquele elenco foram chamados a se alistar ao Exército Britânico.

O clima de guerra foi sentido pelos jogadores antes mesmo de atracarem no porto. "O bote em que estavam foi atingido pela marinha britânica por engano. Foi um grande susto e um aviso de como andava tenso o ambiente na Europa", contou o historiador da Universidade de Exeter William Barrett.

Dos 20 atletas presentes à excursão, alguns foram para os campos de batalha, mas retornaram do conflito seriamente feridos e nunca mais puderam jogar futebol.

Seleção faz a alegria de ingleses
Arquivo

Seleção brasileira entrou em campo pela primeira vez em 21 de julho de 1914 contra o Exeter City

"Nenhum deles morreu na guerra, mas houve jogadores que tiveram uma das pernas amputadas, fora outros que retornaram para casa incapazes de voltar a praticar esporte", explicou o historiador.

Dos titulares do amistoso com o Brasil, por exemplo, quatro serviram o Exército na França, um ficou na Inglaterra para trabalhar em uma fábrica de munições, de outro nunca mais se teve notícias e mais dois participaram do Batalhão do Futebol, formado por atletas de vários clubes ingleses.

Três jogadores do elenco que não participaram da excursão à América do Sul morreram ao longo dos quatro anos de conflito, além de outros sete ex-atletas do clube. Durante a Guerra, todos os campeonatos ficaram suspensos por dois anos. Somente em 1919 o Exeter City retomou as atividades.