Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Esportes

Esportes » Problemas do passado fazem Palmeiras iniciar o ano com desconfiança

Futebol

Cesar Greco|Agência Palmeiras

Esportes

Palmeiras

Problemas do passado fazem Palmeiras iniciar o ano com desconfiança

Time tem dificuldades para criar e chegar com qualidade no ataque

0

Daniel Batista,
O Estado de S.Paulo

11 Fevereiro 2016 | 07h01

O Palmeiras começou o ano cheio de empolgação. Além de ter mantido a base do time campeão da Copa do Brasil, ainda se reforçou com alguns dos destaques do futebol brasileiro do ano passado, como o atacante Erick. Entretanto, o início de temporada não está sendo exatamente como os torcedores esperavam e os problemas do ano passado parecem continuar. Tudo isso faz com que o sinal de alerta seja ligado, já que o time estreia na Libertadores na semana que vem.

No empate com o Oeste, em São José do Rio Preto, o time palmeirense insistiu nos cruzamentos para a área e errou muitos passes, problemas crônicos no ano passado. Nem mesmo o fato de colocar Dudu centralizado e Robinho e Gabriel Jesus caindo pelas pontas surtiu efeito, como na decisão da Copa do Brasil.

O problema é que Dudu parece ter um início de temporada muito melhor do que seus companheiros de ataque. Robinho a cada jogo piora tendo que jogar caindo pelos lados e Gabriel Jesus também tem decepcionado nessas primeiras rodadas.

A expectativa é que, em breve, o técnico Marcelo Oliveira comece a fazer testes do meio para frente e dê mais oportunidades para Erik e Régis, que têm se destacado nos treinamentos e podem ser boas opções para a melhora na criação das jogadas.

A dupla Jean e Arouca deve ser fixada como titular, pelo menos até que Gabriel esteja totalmente recuperado. Já na defesa, a zaga ainda passa insegurança e neste caso, o treinador não tem muito como fazer mudanças, já que conta com opções instáveis. Leandro Almeida, que seria a primeira opção hoje, deixou o time justamente após uma falha individual no jogo contra o São Bento.

Para o jogo contra o Linense, sábado, a tendência é que vá a campo um time inteiramente reserva. Será uma boa oportunidade para Marcelo Oliveira ver novas opções e, quem sabe, já apresentar novidades na equipe no jogo de terça-feira, contra o River Plate, no Uruguai.

 

Comentários