1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Quarteto ofensivo exalta nova boa exibição no São Paulo

GONÇALO JÚNIOR - O Estado de S. Paulo

24 Agosto 2014 | 18h 52

Todos os onze últimos gols marcados pela equipe do Morumbi foram marcados por Kaká, Ganso, Alexandre Pato ou Alan kardec

O São Paulo chegou à quarta vitória consecutiva no Brasileirão com os 2 a 1 sobre o Santos, neste domingo, no Morumbi. Com a ascensão, assumiu à vice-liderança do torneio. Grande parte da melhora se explica pela escalação do quadrado ofensivo formado por Kaká, Ganso, Alan Kardec e Alexandre Pato. Todos os onze últimos gols da equipe foram anotados pelo quarteto. Neste domingo, a história se repetiu: Ganso fez o primeiro e Alexandre Pato definiu a vitória, depois de perder algumas oportunidades quando a partida estava 1 a 0.

"Estamos trabalhando bastante e os gols estão saindo. Eu queria muito fazer o gol porque havia perdido uma oportunidade quando o Aranha saiu bem. Fiquei feliz por ter ajudado a equipe", disse Alexandre Pato, que se isolou na artilharia do time com seis tentos - Kardec tem cinco.

Além de anotar um belo gol, quando dominou e bateu de virada, Ganso se destacou pela aplicação na marcação. A exemplo do que havia feito na vitória contra o Inter, acompanhou os laterais, disputou várias jogadas e até deu carrinhos na defesa.

Com gols de Ganso e Pato, São Paulo bate Santos
José Patrício/Estadão

No Morumbi, o São Paulo não teve dificuldades para vencer o Santos por 2 a 1, com boas atuações de Ganso e Pato.

"Desde quarta-feira (vitória contra o Inter), estamos mais comprometidos com a marcação. É o time todo que está fazendo isso", diz o meia. "Ganso é genial. Se ele mantiver a competitividade nos 90 minutos, deveria jogar no Real Madrid, Barcelona. É um grande jogador", elogiou o goleiro Rogério Ceni.