Assine o Estadão
assine

Esportes

futebol

Quarteto ofensivo exalta nova boa exibição no São Paulo

Todos os onze últimos gols marcados pela equipe do Morumbi foram marcados por Kaká, Ganso, Alexandre Pato ou Alan kardec

0

GONÇALO JÚNIOR,
O Estado de S. Paulo

24 Agosto 2014 | 18h52

O São Paulo chegou à quarta vitória consecutiva no Brasileirão com os 2 a 1 sobre o Santos, neste domingo, no Morumbi. Com a ascensão, assumiu à vice-liderança do torneio. Grande parte da melhora se explica pela escalação do quadrado ofensivo formado por Kaká, Ganso, Alan Kardec e Alexandre Pato. Todos os onze últimos gols da equipe foram anotados pelo quarteto. Neste domingo, a história se repetiu: Ganso fez o primeiro e Alexandre Pato definiu a vitória, depois de perder algumas oportunidades quando a partida estava 1 a 0.

"Estamos trabalhando bastante e os gols estão saindo. Eu queria muito fazer o gol porque havia perdido uma oportunidade quando o Aranha saiu bem. Fiquei feliz por ter ajudado a equipe", disse Alexandre Pato, que se isolou na artilharia do time com seis tentos - Kardec tem cinco.

Além de anotar um belo gol, quando dominou e bateu de virada, Ganso se destacou pela aplicação na marcação. A exemplo do que havia feito na vitória contra o Inter, acompanhou os laterais, disputou várias jogadas e até deu carrinhos na defesa.

"Desde quarta-feira (vitória contra o Inter), estamos mais comprometidos com a marcação. É o time todo que está fazendo isso", diz o meia. "Ganso é genial. Se ele mantiver a competitividade nos 90 minutos, deveria jogar no Real Madrid, Barcelona. É um grande jogador", elogiou o goleiro Rogério Ceni.

Mais conteúdo sobre: