1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Rakitic se apresenta ao Barça e espera 'fazer história'

AE - Agência Estado

01 Julho 2014 | 10h 45

O meio-campista Ivan Rakitic foi aprovado em exames médicos no Barcelona nesta terça-feira e em seguida foi apresentado como reforço do clube da Catalunha. O croata de 26 anos se destacou na última temporada defendendo o Sevilla e conquistando o título da Liga Europa.

O negócio entre os clubes espanhóis estava fechado desde antes da Copa do Mundo, mas Rakitic estava no Brasil disputando o torneio pela Croácia - o atleta foi eliminado com seu país na primeira fase do Mundial. O vínculo do jogador terá duração de cinco anos, mas a quantia paga não foi divulgada porque o Sevilla pediu sigilo dessa informação, segundo o Barcelona.

O croata chega para ocupar o espaço deixado pelo meio-campista Cesc Fàbregas, que se transferiu para o Chelsea. Rakitic inclusive aproveitou que o espanhol deixou vaga a camisa 4 e a escolheu para usar na próxima temporada - mesmo número que utilizava o ex-volante Pep Guardiola, ídolo e também ex-técnico do Barcelona.

"É especial usar o mesmo número que Pep Guardiola, gostava da sua forma de jogar e o que fez como técnico. Espero ter o mesmo sucesso que ele", disse Rakitic em sua apresentação, na qual exibiu confiança de que poderá brilhar com a camisa do Barça após se destacar pelo Sevilla. "Quero conseguir mais títulos, com a Liga Europa do ano passado me abriu a porta da fome. Quero fazer história, quero mais", completou.

Versátil, Rakitic também assegurou que está pronto para jogar "em qualquer posição" que o técnico Luis Enrique pedir e também utilizou um dos momentos mais importantes da sua vida pessoal para explicar como foi fácil aceitar a proposta do Barça. "Disse um sim tão forte como no dia em que me casei", afirmou.

Além de Rakitic, o Barcelona já acertou para a próxima temporada do futebol europeu as contratações dos goleiros Claudio Bravo, do Chile, e Ter Stegen, da Alemanha - titular da posição desde 2003, Victor Valdés vai deixar o clube, enquanto José Pinto foi dispensado após a chegada de Luis Enrique.