Real desiste de contratar Ronaldo

A tentativa do Real Madrid de tirar Ronaldo da Inter de Milão fracassou. Depois de várias semanas de muita especulação, os dois clubes puseram fim nesta sexta-feira às negociações devido a ?diferenças irreconciliáveis?, segundo anúncio feito pelo clube espanhol em sua página na internet. "O Real Madrid C.F. comunica que existem diferenças irreconciliáveis com a Inter de Milão para a contratação de Ronaldo. Nas francas e cordiais conversações mantidas nesta manhã, ficou manifesta a impossibilidade de se chegar a um acordo satisfatório e, e em razão disso, ambos os clubes dão por encerradas as negociações?, diz a nota publicada na web. Os presidente de Real Madrid e Inter, Florentino Pérez e Massimo Moratti, respectivamente, se reuniram na quinta-feira na ilha espanhola de Formentera para um primeiro encontro. Como não houve acordo, as conversas continuaram hoje. Mas, outra vez, fracassaram. Segundo a imprensa espanhola, a Inter teria pedido 50 milhões de euros (US$ 48,52 milhões) pelo atestado liberatório de Ronaldo. O Real, por sua vez, oferecia apenas 12 milhões de euros ( U$ 11,64 milhões), mais dois jogadores, que poderiam ser escolhidos de uma relação de três: o brasileiro Flávio Conceição e os espanhóis Fernando Morientes e Pedro Munitis. Diante da enorme diferença entre as propostas, Moratti teria decidido encerrar as negociações.

Agencia Estado,

23 Agosto 2002 | 10h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.