Montagem fotos EFE
Montagem fotos EFE

Real e Atlético de Madrid abrem semifinal da Liga dos Campeões 

Primeiro jogo é no Santiago Bernabéu nesta terça-feira

EFE, O Estado de S.Paulo

02 Maio 2017 | 07h00

Finalistas da Liga dos Campeões em 2014 e 2016, com duas vitórias dos 'Merengues', além de terem se enfrentado nas quartas de final em 2015, Real Madrid e Atlético de Madrid se reencontrarão no torneio continental nesta terça-feira, no Santiago Bernabéu, no primeiro jogo das semifinais.

O Real Madrid quer manter o aproveitamento de 100% contra o rival para continuar na luta pelo 12º título. Já o Atlético deseja acabar com a freguesia para ir à final pela quarta vez e enfim obter uma taça inédita na história do clube.

Na expectativa de dirigir a primeira equipe a vencer a Liga dos Campeões por dois anos seguidos, Zinedine Zidane proíbe seus jogadores de pensar nas partidas de Lisboa, em 2014, e Milão, em 2016, que deram ao clube a décima e 11.ª taças. Nem na eliminatória de dois anos atrás, decidida por 'Chicharito' Hernández.

"Não somos favoritos. É uma semifinal e cada equipe tem 50% de chance, como sempre é antes de uma eliminatória. Teremos que dar o máximo para ganhar o primeiro jogo, sem pensar na volta. Precisamos somente pensar nesta partida", afirmou Zidane.

O treinador deverá escalar o meia Isco no lugar de Bale, que sofreu uma nova lesão na panturrilha esquerda. O 4-4-2 seria uma variante para o já tradicional duelo tático com Diego Simeone. Além da entrada de Isco, outra mudança que Zidane provavelmente fará no time titular é a volta do zagueiro Varane, que estava machucado. Nacho perderá a posição.

O Real, que está nas semifinais pela sétima temporada seguida, conta com ótima fase de Cristiano Ronaldo no torneio. Depois de ter feito apenas dois gols até as oitavas de final, marcou logo cinco no confronto com o Bayern de Munique, decidido na prorrogação.

No Atlético, os jogadores negam um clima de revanche e querem aproveitar a boa sequência da equipe como visitante. A equipe está invicta há 15 partidas fora de seus domínios, sem perder desde o 3 a 0 para o Villarreal, em 12 de dezembro.

Simeone tem duas dúvidas para o jogo no Bernabéu. O lateral-direito Vrsaljko não joga há um mês e meio, mas pode voltar e substituir Juanfran, vilão do vice-campeonato do ano passado por ter sido o único a falhar na disputa de pênaltis e que é baixa certa para esta terça. Já Ferreira Carrasco machucou a clavícula e ainda não sabe sequer se poderá ficar no banco.

"Eles virão fortes por atuarem em casa. O Isco virá por trás dos pontas ou com James e Asensio nos costados. Seguraremos a pressão no início e a partir daí teremos que estar fortes para levá-los onde para nós é mais cômodo", afirmou Simeone.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.