1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Futebol Internacional

Real Madrid derrota o Bayern em casa e abre vantagem na Liga dos Campeões

Agência Estado

23 Abril 2014 | 17h 44

Times voltam a se enfrentar na próxima terça-feira para decidir a vaga na final

MADRI - O Real Madrid se deu melhor no duelo de estilos com o Bayern de Munique no jogo de ida das semifinais da Liga dos Campeões da Europa e abriu vantagem no confronto. Nesta quarta-feira, em partida realizada no Santiago Bernabéu, o time espanhol derrotou os atuais campeões mundiais por 1 a 0, e ficou em boa condição para o segundo duelo.

Bayern e Real Madrid voltarão a se enfrentar na próxima semana, na terça-feira, dessa vez na Allianz Arena, onde decidirão uma vaga na decisão da Liga dos Campeões, marcada para Lisboa. E o time espanhol avançará para a final caso não seja derrotado na Alemanha.

Assim, está mais próximo de seguir na luta pelo seu décimo título da principal competição entre clubes do futebol europeu e também de diminuir o seu retrospecto negativo em semifinais com o Bayern na Liga dos Campeões - nos cinco confrontos anteriores, avançou apenas uma vez.

A derrota desta quarta-feira foi a primeira do técnico Pep Guardiola no Santiago Bernabéu, após longa invencibilidade no estádio quando comandava o grande rival do Real Madrid, o Barcelona. E o treinador se irritou bastante com a postura da sua equipe, pouca incisiva em campo.

O JOGO

Mesmo atuando fora de casa, o Bayern começou a partida impondo o seu estilo de jogo. O time alemão trocava passes no campo de ataque e buscava jogadas pela ponta direita, com Robben, enquanto o Real Madrid não conseguia avançar, com Cristiano Ronaldo apagado em campo. E a primeira grande chance de gol do Bayern foi exatamente com holandês, que bateu forte da entrada da área, mas para fora.

Em um raro e rápido contra-ataque, porém, o Real Madrid abriu o placar. Aos 19 minutos, Cristiano Ronaldo acionou Fabio Coentrão na lateral esquerda. O português, que deixou o brasileiro Marcelo no banco de reservas, cruzou rasteiro para Benzema, que apenas empurrou a bola para as redes.

O gol do Real Madrid pareceu abalar o Bayern, que, mesmo mantendo o controle da posse de bola, passou a dar mais espaços, oferecendo contra-ataques perigosos ao time espanhol, um deles desperdiçado por Cristiano Ronaldo. Já o Bayern, abusava das jogadas aéreas, em geral sem efeito, especialmente pelas intervenções de Pepe nos cruzamentos.

Assim, o último lance perigoso do primeiro tempo foi mesmo do Real Madrid, aos 41 minutos, quando Isco cruzou para Di Maria, que chutou forte, mas por cima da meta defendida por Neuer.

SEGUNDO TEMPO

Na etapa final, o Real Madrid tentou adiantar a marcação, em uma tentativa de minar o controle da posse de bola pelo Bayern. O time alemão, porém, até conseguiu se livrar da armadilha, sem, no entanto, ameaçar a meta defendida por Casillas.

Em uma partida tecnicamente ruim, o time não apresentava a sua tradicional organização tática e acabava apelando para os cruzamentos. O Real Madrid se aproveitava disso e ameaçava em contra-ataques. Em um deles, Cristiano Ronaldo arriscou de fora da grande área, mas parou na defesa do seguro Neuer.

Com o ataque inoperante, Guardiola promoveu três mudanças no Bayern em um período de menos de dez minutos, com as entradas de Javi Martinez, Gotze e Thomas Müller em uma tentativa de reagir. Já o Real Madrid trocou Cristiano Ronaldo por Bale, ambos longe das condições físicas ideais.

O Bayern, então, cresceu em campo e teve chances reais de empatar a partida. Aos 35 minutos, Müller bateu forte após boa jogada de Robben. A bola acabou batendo em Varane, que entrou no segundo tempo no lugar de Pepe, e foi para fora. Depois, aos 39, Casillas fez defesa espetacular em finalização de Götze de dentro da grande área.

Com isso, a blitz promovida pelo Bayern acabou sendo barrada pelo Real Madrid, que assegurou a vitória por 1 a 0 e a vantagem nas semifinais da Liga dos Campeões.

Futebol Internacional