1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Copa 2014

Receita da Copa do Mundo supera R$ 10 bilhões para a Fifa

Jamil Chade - O Estado de S. Paulo

06 Junho 2014 | 09h 29

Jérome Valcke ressalta que parte da renda arrecadada fica no Brasil

A renda da Copa do Mundo vai superar as expectativas mais otimistas da Fifa e atingir a marca de R$ 10,1 bilhões, cerca de US$ 4,5 bilhões. Os dados são da Fifa. De acordo com a entidade, a receita de marketing, obtida com a venda de ingressos e direitos de televisão foi superior em relação ao que os próprios dirigentes esperavam em quase US$ 1 bilhão.

Os números foram revelados pelo secretário-geral da Fifa, Jérome Valcke. Nesta sexta-feira e no sábado, a Fifa reúne em São Paulo sua cúpula para justamente repassar a situação financeira da entidade. Segundo o Estado apurou, a mensagem é de que as contas serão consideradas como "sólidas" e vão numa direção contrária à crise que afetou o mundo nos últimos quatro anos.

Nelson Almeida/AFP
Acima das expectativas, Copa do Mundo no Brasil renderá aproximadamente R$ 10 bilhões

Valcke também aponta que a Copa fez a Fifa gastar quase US$ 2 bilhões na organização. Desse total, metade do valor teria sido usado para contratar serviços no próprio País. A meta do dirigente francês é mostrar que, apesar da renda recorde, parte dela fica no próprio País. Há uma semana, a reportagem do Estado revelou que o Mundial do Brasil bateria todos os recordes, tanto de gastos quanto de receita. Apesar disso, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, foi obrigado a pedir ontem o apoio da população ao evento.

Para ter o direito de transmitir a Copa, redes de televisão pagaram um valor recorde para a Fifa: cerca de US$ 1,7 bilhão. A expectativa é de que a audiência seja recorde. Na final da Copa em 2010, 530 milhões de pessoas assistiram a Espanha levantar o troféu. Desta vez, os números devem bater essa marca. No Brasil, mais de 14 mil jornalistas foram credenciados para o evento, outro recorde.

Os estádios também bateram recordes, com gastos feitos no Brasil de mais de R$ 8,5 bilhões para as doze arenas, três vezes o que a CBF havia indicado para a Fifa em 2007. O valor é ainda o equivalente a tudo o que a Alemanha e a África do Sul gastaram em duas Copas do Mundo, juntas. Outro recorde é o número de pedidos de ingressos. No total, mais de 11 milhões de pessoas enviaram seus pedidos para os 3 milhões de ingressos disponíveis. Só para a final no Maracanã, a Fifa poderia ter preenchido cinco estádios com os pedidos que recebeu.

ATLETAS

A Fifa garante que as seleções também ganham com a Copa. O prêmio ao vencedor de US$ 35 milhões é o maior já pago pela entidade. Mas ele é apenas um terço do que a Fifa gasta anualmente para pagar os salários de seus funcionários e cartolas em Zurique. Outros US$ 323 milhões serão distribuídos para as outras 31 seleções. 

Copa 2014