1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Copa 2014

Reclamações de moradores constrangem seleção alemã

MATEUS SILVA ALVES - Agência Estado

11 Junho 2014 | 14h 13

A recepção dos moradores da pequena vila de Santo André, no município de Santa Cruz Cabrália (BA), à seleção da Alemanha, que escolheu o bucólico lugar para se preparar para a Copa do Mundo, foi, sem exagero, efusiva. O povo da vila está eufórico com a presença dos jogadores e dos muitos turistas e jornalistas que os acompanham. Mas há pequenos problemas que têm incomodado alguns habitantes e causado embaraço à delegação alemã.

O maior contratempo foi a interdição da rua em que está localizado o Campo Bahia, local de concentração da seleção alemã. Cerca de 500 metros da via estão fechados por policiais fortemente armados, o que causa transtornos às pessoas que moram nesse trecho (há várias residências lá) e a seus familiares e amigos. O assunto foi debatido em uma reunião de moradores na noite de terça-feira e chegou aos ouvidos do time.

"Soubemos da reunião e nos sentimos um tanto constrangidos com isso, pois não queremos causar transtornos a ninguém", disse o ex-atacante Oliver Bierhoff, diretor técnico da seleção, que depois acrescentou: "Ao mesmo tempo, sabemos que em uma Copa do Mundo essas coisas acontecem. Na Copa de 2006, na Alemanha, houve pessoas em cidades com Berlim que também foram afetadas".

A maior preocupação da seleção alemã é deixar claro para os moradores da vila que as normas de segurança seguidas por ela são impostas pela Fifa. Bierhoff diz que os jogadores até gostariam de ter mais contato com o povo da cidade, mas não são autorizados a fazer isso. "Muitos atletas adorariam ir ao treino de bicicleta, por exemplo, já que treinamos perto do hotel. Mas o pessoal da segurança nos diz que isso é impossível", falou o dirigente. "De qualquer forma, tentaremos ser mais liberais pois sabemos que estamos causando alguns transtornos."

Copa 2014