1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Remendado, Palmeiras precisa se superar contra o Internacional

Daniel Batista - O Estado de S.Paulo

30 Agosto 2014 | 06h 56

Equipe comandada pelo técnico Ricardo Gareca tem 12 desfalques e enfrenta o time colorado, que também vive momento ruim

Quando a fase é ruim, parece que tudo joga contra. Esse é o momento vivido pelo Palmeiras, que poderia ter diante do Internacional neste sábado, no Pacaembu, um jogo perfeito para a equipe vencer novamente e embalar de vez no Campeonato Brasileiro. O problema, porém, é que o técnico Ricardo Gareca não poderá contar com 12 jogadores, entre machucados e suspensos.

A lista de ausentes daria para formar um time. Com tantos problemas, o treinador não conseguiu ainda repetir a formação de uma partida para a outra nenhuma vez, após 12 jogos no comando do Palmeiras. Para a partida deste sábado, o jeito é apostar na conversa, já que não foi possível nem sequer fazer um coletivo para definir quem joga.

A equipe tem desfalques em todas as posições e o número se inflacionou por atletas que nem eram utilizados, mas que poderiam ser opções, como Thiago Martins e Bruninho. Estão machucados: Fernando Prass, Wendel, Victor Luis, Victorino, Thiago Martins, Wesley e Valdivia. Bruninho passa por recondicionamento físico e Gabriel Dias se recupera de uma virose.

Clayton de Souza/Estadão
Para Cristaldo, falta sorte ao Palmeiras

Completam a lista, Tobio e Henrique, suspensos, e Josimar, emprestado pelo Inter e por isso não pode atuar. O zagueiro Wellington vai para o jogo, mas não está 100%, – não é certo que comece a partida.

A falta de opções obrigou o treinador a apelar para dois jovens da base que nem fazem parte do elenco profissional, casos do zagueiro Nathan, 19 anos, e do lateral-esquerdo Guilherme, de 18.

Em meio a tantos problemas, quem espera aproveitar para ganhar alguns pontos é o atacante Cristaldo. Ele deve entrar no lugar de Henrique e ser titular pela primeira vez. Substituir o artilheiro da equipe no campeonato, com sete gols, parece ser algo que assusta um pouco o argentino.

"O Henrique estava fazendo bons jogos e marcando gol com frequência. Mas as minhas características são um pouco diferentes. Eu fico mais atrás e tento buscar possibilidades para a equipe", explicou, já se colocando mais como um "garçom" do que goleador.

Além de se afastar ainda mais da zona de baixo da tabela, Gareca quer uma vitória hoje para acabar de vez com a suspeita de que ele possa pedir demissão ou ser demitido em caso de mais um tropeço da equipe.

O curioso é que o clima era bastante favorável ao time do Palmeiras. Embora a equipe tenha perdido para o Atlético-MG na quarta-feira, no Brasileiro, o time vem de vitória no Brasileiro e conseguiu sair da zona de rebaixamento na última rodada. Além disso, a expectativa é que o Pacaembu esteja com um bom número de torcedores.

CHANCE DE EMBALAR

A diretoria fez uma promoção dirigida aos que compraram ingresso para o jogo contra o Coritiba – portadores daqueles bilhetes poderão entrar de graça neste sábado. Diante dos paranaenses, 18.461 pagantes estiveram presente e a expectativa é que o público fique próximo de 20 mil mesmo com o time cheio de desfalques.

Além disso, o Inter está longe de ser aquele time tão forte como se imaginava. A equipe está há três jogos sem vitórias e sem fazer um gol. Para piorar, o meia D’Alessandro, principal jogador da equipe, está suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Valdivia será o substituto. O lateral-direito Wellington Silva, com lesão muscular, dá lugar para Cláudio Winck.

Apesar da má fase do time gaúcho e jogar em casa com o apoio da torcida, os jogadores do Palmeiras não acreditam em facilidade. "O Inter está em uma fase ruim também, mas precisamos mostrar em campo que estamos lutando."

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS: Fábio; Weldinho, Lúcio, Marcelo Oliveir e Juninho; Eguren (Wellington), Renato e Allione; Cristaldo, Mouche e Leandro

Técnico: Ricardo Gareca

INTERNACIONAL: Dida; Cláudio Winck, Ernando, Juan e Fabrício; Willians, Wellington, Aránguiz, Alex e Valdivia; Rafael Moura

Técnico: Abel Braga

JUIZ: Ricardo Marques Ribeiro (MG)

LOCAL: Pacaembu, em São Paulo

HORÁRIO: 18h30