Rodrigo Rodrigues/Grêmio FBPA
Rodrigo Rodrigues/Grêmio FBPA

Renato fecha treino, mas deve escalar Grêmio com o que tem de melhor no domingo

Apesar de cinco desfalques, técnico deverá escalar Luan e Geromel contra o Vitória neste domingo

Estadão Conteúdo

11 Novembro 2017 | 12h50

O técnico Renato Gaúcho deverá levar o Grêmio a campo neste domingo com o que tem de melhor para encarar o Vitória, no Alfredo Jaconi, pelo Campeonato Brasileiro. Pelo menos foi o que indicou neste sábado, ao relacionar seus principais jogadores para o duelo que pode manter viva a esperança de título.

+ Renato mira G-4 com o Grêmio, mas ainda garante luta pelo título

Renato fez mistério e fechou à imprensa o treino realizado no CT Luiz Carvalho, no qual preparou a equipe para domingo. Momentos depois, no entanto, o treinador confirmou a lista de convocados com seus principais destaques, incluindo Pedro Geromel e Luan.

Havia a possibilidade de o Grêmio poupar alguns nomes visando a decisão da Libertadores, dia 22, contra o Lanús. Mas o retorno à vice-liderança do Brasileirão e a manutenção do sonho de conquistar a competição fizeram com que Renato decidisse levar o que tem de melhor para domingo.

Isso não significa, porém, que o Grêmio não tenha problemas para pegar o Vitória. Com dores no pescoço, o goleiro Marcelo Grohe está fora, assim como o lateral Edílson, gripado. Cortez é outro que será baixa, assim como Marcelo Oliveira e Beto da Silva, lesionados.

Com isso, Renato terá que improvisar na lateral esquerda e Bressan aparece como favorito para assumir a titularidade. A boa notícia, por outro lado, ficou por conta do retorno de Lucas Barrios. Recuperado de lesão, ele treinou normalmente neste sábado e deve ser titular contra o Vitória.

O Grêmio mandará o duelo de domingo no Alfredo Jaconi porque sua Arena receberá show da banda Cold Play neste sábado. O time gaúcho deverá ir a campo com: Paulo Victor; Léo Moura, Pedro Geromel, Kannemann e Bressan; Michel, Arthur, Ramiro, Luan e Fernandinho; Jael (Lucas Barrios).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.