Rio Preto enfrenta crise financeira

A situação financeira e administrativa do Rio Preto, um dos líderes do Campeonato Paulista da Série A2, é crítica. E, a cada dia que passa, acontece algo inusitado no clube. O mais recente aconteceu na terça-feira à noite. As cozinheiras foram servir o jantar para os jogadores alojados e só apresentaram duas panelas de feijão com arroz. Na tentativa de amenizar a crise, a diretoria explicou que faltou gás justamente na hora de se preparar os bifes, ovos e outros alimentos. Mas ninguém acreditou. Na semana passada, um grupo de jogadores tomou a cozinha de assalto uma vez que o refeitório tinha sido liberado apenas para aqueles que estavam relacionados pela comissão técnica para o jogo contra o Atlético Sorocaba. Além disso, o clube vive atrasando salários a ponto de enfrentar paralisações periódicas de seus jogadores. Apesar da total falta de estrutura, o Rio Preto lidera a Série A2 ao lado da Francana, com 16 pontos. Na próxima rodada, o Rio Preto enfrenta o Paraguaçuense, em Paraguaçu Paulista, pela 10ª rodada.

Agencia Estado,

20 Março 2002 | 19h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.