Riquelme quer reaproximação de Maradona com o Boca

O ex-jogador argentino deixou de freqüentar o clube por divergências com o novo presidente, Pompilio

Efe

13 Fevereiro 2008 | 17h36

O meia argentino Juan Roman Riquelme, do Boca Juniors, pediu nesta quarta-feira ao ex-craque Diego Maradona para que volte a se aproximar do clube, do qual está distanciado por diferenças com seu atual presidente, Pedro Pompilio. Em entrevista coletiva, Riquelme disse que a presença de Maradona no Boca "seria importante para os jogadores do time". O ex-jogador disse recentemente que Pompilio propôs a ele o cargo de assessor do Departamento de Futebol do Boca Juniors e que, quando se reuniu com a direção do clube, o presidente o desmentiu e não voltou a chamá-lo. Maradona, que atualmente está no Chile para jogar amistosos de "showbol", disse que continuará a comparecer às partidas do Boca em seu camarote no estádio do clube.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.