Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

Roger aprova empate do Palmeiras no Rio: 'Pontuamos na estreia'

Técnico minimiza possível decepção pelo placar de 1 a 1 com o Botafogo, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro

O Estado de S. Paulo

16 Abril 2018 | 22h56

O técnico do Palmeiras, Roger Machado, não reprovou o empate do time em 1 a 1 nesta segunda-feira com o Botafogo, no Rio, pelo Campeonato Brasileiro. Apesar de ter saído na frente, com gol de Alejandro Guerra, e sofrido a igualdade no fim, o treinador pediu valorização ao ponto conquistado fora de casa diante de um adversário qualificado.

+ LANCES: Botafogo 1x1 Palmeiras

+ Tabela do Campeonato Brasileiro

"No Campeonato Brasileiro é importante ganhar pontos. Fora de casa, principalmente. O campeonato se caracteriza principalmente pelas equipes que incomodam mais fora de casa e tem um percentual de vitória e pontos conquistados nessa situação", afirmou o treinador, em entrevista coletiva. "Pela circunstância do jogo, o resultado de vitória era o que desejávamos, mas pontuar na abertura do Brasileiro é bom", completou.

Na próxima rodada a equipe terá a chance de conquistar a primeira vitória. O jogo pelo menos será em São Paulo. O Palmeiras receberá o Inter, domingo, no estádio do Pacaembu. O Allianz Parque estará reservado para receber o show da banda inglesa Radiohead. O time só jogará na arena na terceira rodada, quando recebe a Chapecoense.

Segundo o treinador, o empate em 1 a 1 pode ser considerado como um resultado positivo pela qualidade do adversário de quem o Palmeiras conseguiu tirar pontos. "No Brasileiro você precisa somar pontos. Principalmente contra as equipes grandes. Por vezes você troca pontos com equipes maiores, então é importante tirar pontos deles dentro de casa. O Botafogo é muito bem organizado", afirmou.

 

Roger evitou criticar a falha defensiva no lance do gol do Botafogo. O zagueiro Igor Rabello completou para o gol, aos 36 minutos do segundo tempo, após aproveitar rebote dentro da área. "Tem de ver com um pouco mais de calma. Temos de ter um pouco mais de calma para ter uma análise mais detalhada", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.