Vitor Silva/SSPress/Botafogo
Vitor Silva/SSPress/Botafogo

Roger, do Botafogo, é operado para remover tumor e passa bem

Se o tumor for benigno, atacante pode voltar aos treinos dentro de poucas semanas; ele ainda não tem previsão de alta

Estadão Conteúdo

08 Outubro 2017 | 14h54

O atacante Roger, do Botafogo, foi submetido a cirurgia para remover um tumor do seu rim direito neste domingo. De acordo com os médicos, o procedimento foi bem-sucedido. Eles, no entanto, evitaram estimar um prazo para o atleta receber alta do Hospital Samaritano, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro.

+ Botafogo aponta alta chance de cura e Roger diz: 'Vou vencer a doença'

+ Bruno Silva diz que Botafogo jogará '12 finais' no Brasileirão

A cirurgia, considerada pouco invasiva, foi feita com auxílio de robô, o que deve facilitar na recuperação do atacante. "A operação transcorreu muito bem, foi curta, não teve nenhum sangramento nem intercorrência. Ele passa bem agora, a perspectiva é de uma recuperação rápida", disse o médico Raphael Rocha.

Segundo o especialista, todo o tumor foi removido, preservando totalmente o rim. Agora o tumor vai ser submetido a exames para detectar se é benigno ou maligno. O médico não definiu prazo para conhecer o resultado destes testes.

"Tem chance grande de ser benigno, mas não pôde ser definido agora, em um exame preliminar. Vamos precisar esperar um pouquinho para o exame definitivo sair para ter uma afirmação mais precisa", declarou Rocha.

Se for um tumor benigno, Roger deve voltar às atividades físicas daqui a 30 ou 40 dias. Apesar disso, o atacante só teria condições de jogar pelo Botafogo novamente no próximo ano.

 

Mais conteúdo sobre:
Botafogo futebol Botafogo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.