Washington Alves/ Estadão
Washington Alves/ Estadão

Rogério Ceni nega que o São Paulo esteja abalado pelas recentes eliminações

Equipe estreou com derrota para o Cruzeiro após deixar o Paulistão, a Copa do Brasil e a Copa Sul-Americana

O Estado de S.Paulo

14 Maio 2017 | 19h38

O técnico Rogério Ceni negou que o São Paulo esteja abalado depois das eliminações do Campeonato Paulista, da Copa do Brasil e da Copa Sul-Americana no primeiro semestre. Apesar de admitir que a sua equipe não vive um bom momento, depois da derrota para o Cruzeiro na estreia do Campeonato Brasileiro, neste domingo, o treinador acredita em reação para a sequência da temporada.

"Não acho que o grupo está abalado por eliminações. Acho que são características de determinados jogadores. Alguns estão um pouco abaixo na parte física, devido a lesões, e não chegaram ao ápice na forma física. Não vejo desta maneira, mas trabalho psicológico é feito, não vejo assim. Eles sentiram a eliminação, assim como o Cruzeiro. Vejo que levamos um gol assim, medonho, em lateral", disse Rogério Ceni na coletiva de imprensa após o jogo.

O comandante ainda avaliou que o time não atravessa um bom momento, mas a temporada não é tão ruim. "Não é o nosso melhor momento no ano, mas não vejo uma temporada ruim. Acho que tivemos resultados ruins pontuais, que tiraram a gente de competições".

Confiante de que pode dar a volta por cima na nova carreira, o ex-goleiro afirmou que acredita em uma reviravolta do grupo. "Se eu não acreditasse na reação do meu time, eu não poderia estar trabalhando todos os dias. Acredito no potencial de cada um. Na recuperação de alguns que estão no departamento médico, na melhora de alguns que estavam parados".

O São Paulo terá uma semana livre de trabalhos no CT da Barra Funda e só volta a campo no próximo dia 22, uma segunda-feira, às 20 horas, quando recebe o Avaí no estádio do Morumbi, na capital paulista.

Mais conteúdo sobre:
São Paulo FC futebol Rogério Ceni

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.