Romário ainda não desistiu da seleção

A apresentação do artilheiro Romário ao mais tradicional dos clubes brasileiros, o Fluminense, teve festa, confusão, juras de amor eterno e não faltou um recado para o técnico da seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari. O atleta reafirmou sua vontade de ainda representar o País e, irônico, se negou a comentar a briga entre o treinador e o craque Ronaldo Nazário: "cada um resolve seus problemas. Tenho os meus." Romário, que tem contrato até dezembro, enfatizou sua alegria por ter acertado sua transferência para o Tricolor e afirmou que o time poderá ser o caminho que o levará de volta à seleção. "Muitas pessoas pensam que estou no final de carreira mas, na minha cabeça, ela recomeça hoje", festejou o craque. "Com certeza, jogar em um clube do potencial do Fluminense é fácil chegar à seleção." Para manter a rotina, Romário chegou ao Fluminense atrasado 20 minutos e estava acompanhado do meia Beto, o outro reforço contratado. Aclamado por cerca de 1.500 torcedores, o artilheiro não desperdiçou a oportunidade de elogiá-los e garantir o apoio que precisa no novo clube. Disse, por exemplo, que as pessoas do Tricolor são "bonitas" e já dedicou o primeiro gol que marcará para o roupeiro Ximbica, morto no mês passado. Um dos momentos tensos da festa foi a hora em que a torcida e o presidente do Fluminense, David Fischel, ficaram irritados por causa de uma pergunta sobre o atraso no pagamento dos salários dos demais jogadores (na quinta-feira, os atacantes Roni e Magno Alves fizeram críticas às novas contratações e à falta de pagamento). O dirigente justificou e mostrou a necessidade de montar uma equipe forte para atrair investimentos, que servirão para acertar os demais débitos. As estréias de Romário e Beto no Fluminense estão previstas para a próximo domingo na estréia do Campeonato Brasileiro, contra o Cruzeiro, no Maracanã. O artilheiro garantiu que estará "quase 100%" de suas condições físicas. Antes de atuar pelo novo clube, o jogador viajará domingo para a Holanda, onde na quarta-feira ele atuará pelo PSV Heindhoven, seu ex-clube, em um amistoso beneficente. A volta para o Brasil acontece na quinta ou sexta-feira. Sobre o novo time, Romário ponderou que se a equipe conseguir repetir suas escalações, certamente estará na final do Brasileiro. Depois da apresentação, o jogador foi para o campo treinar, onde fez a alegria dos torcedores ao marcar um belo gol, ao driblar o zagueiro Sidnei e encobrir o goleiro Fernando Henrique. Gafe - Romário cometeu uma gafe ao relembrar alguns heróis do passado Tricolor. Citou os craques, Rivelino, Gérson e Renato Gaúcho e afirmou: "inclusive, todos começam com R, igual a mim".

Agencia Estado,

02 Agosto 2002 | 18h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.