1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Copa 2014

Romero tem revanche pessoal e agradece o 'anão' Lionel Messi

Gonçalo Junior - O Estado de S. Paulo

22 Junho 2014 | 08h 49

'Minha atuação me deixou feliz, mas ganhamos graças ao anão, que esfregou a lâmpada para decidir o jogo', disse o goleiro argentino

Messi foi o responsável pela dramática vitória argentina, mas o goleiro Sergio Romero salvou a equipe de uma zebra histórica quando a partida estava empatada por 0 a 0. Com pelo menos três grandes defesas, ele foi um dos melhores do jogo. "Minha atuação me deixou feliz, mas ganhamos graças ao anão, que esfregou a lâmpada para decidir o jogo", disse o arqueiro de 27 anos. 

O "anão" é o próprio Lionel Messi, que anotou o gol da vitória aos 45 minutos do segundo tempo. "Eu vi lá de trás, foi uma jogada típica dele. Avançou da direita para o meio e bateu aberto. Lá de trás deu para ver que o goleiro não alcançaria a bola. E com esses telões gigantes, fica ainda melhor."

Fernando Vergara/AP
Goleiro reconhece que um possível empate com o Irã traria problemas para a campanha da equipe

A atuação representa uma revanche pessoal do goleiro. Campeão mundial com a seleção sub-20 e medalha de ouro em Pequim 2008, Romero é um dos jogadores mais criticados da equipe de Sabella pela irregularidade e pelos poucos jogos que disputou na temporada pelo Monaco. "Sei que não joguei tanto na França, mas sempre tive a clara noção de que meu objetivo era me preparar e chegar bem quando fosse a hora de entrar no centro de treinamento da seleção."

O goleiro reconhece que um possível empate com o Irã traria problemas para a campanha da equipe na sequência da Copa. "Não estávamos conseguindo marcar e aí você começa a pensar no jogo entre Bósnia e Nigéria, fazer contas. Felizmente, deu tudo certo e os torcedores puderam ir embora felizes", afirma o goleiro.

Copa 2014