1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Copa 2014

Ronaldo faz o gol da vitória, mas Portugal é eliminado

FERNANDO ARBEX - Agência Estado

26 Junho 2014 | 15h 13

Portugal venceu Gana por 2 a 1, nesta quinta-feira, no Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília, mas o resultado pela terceira rodada do Grupo G da Copa do Mundo não serviu a nenhuma das duas seleções, ambas eliminadas. Na despedida, porém, o astro português Cristiano Ronaldo conseguiu marcar seu único gol na competição.

Eleito o melhor jogador do mundo no ano passado, Cristiano Ronaldo chegou ao Brasil fora das melhores condições físicas, por causa de lesões. Mesmo assim, conseguiu entrar em campo nos três jogos, jogando abaixo das expectativas. Na despedida desta quinta-feira, ele fez o gol da vitória, mas também perdeu três chances incríveis de marcar mais vezes.

Com a vitória, Portugal ficou com os mesmos quatro pontos dos Estados Unidos, que perdeu para a líder Alemanha também nesta quinta-feira. Mas os portugueses ficaram atrás nos critérios de desempate: saldo de gols de três negativos, contra zero dos norte-americanos. Gana, por sua vez, terminou na lanterna da chave, com apenas um ponto.

No caso de Gana, o desempenho refletiu a crise vivida pela seleção na Copa. Na quarta-feira, os jogadores chegaram a ameaçar greve porque não haviam recebido pagamento do prêmio combinado pela participação na competição. Para piorar, os meio-campistas Kevin-Prince Boateng e Sulley Muntari foram expulsos do grupo por indisciplina, poucas horas antes do jogo contra Portugal.

O JOGO - Com duas equipes que precisavam vencer para ter chance de classificação às oitavas de final da Copa, a partida foi muito brigada no primeiro tempo, com disputas de bola ríspidas e faltas fortes. Mas só o lateral-direito ganês Afful recebeu cartão amarelo nos 45 minutos iniciais.

O primeiro lance de perigo saiu dos pés de Cristiano Ronaldo, logo aos quatro minutos, quando recebeu bola pela direita e o que aparentava ser um cruzamento bateu no travessão, quase enganando o goleiro ganês. Pouco depois, o atacante português também cobrou falta frontal, mas Dauda estava bem colocado e espalmou para escanteio.

O goleiro de Gana parecia que ia se tornar o carrasco do melhor jogador do mundo, tendência que seguiu se confirmando aos 18 minutos, quando Cristiano Ronaldo subiu livre para cabecear dentro da área, mas a bola foi em cima de Dauda, que salvou.

Um minuto depois, Gyan protegeu bem após lançamento da defesa e chutou para ótima defesa de Beto, com os pés. Até aquele momento, a seleção africana só atacava com o canhoto Atsu, que caía pela direita em cima de Miguel Veloso, volante português improvisado na lateral esquerda.

Apesar de ter entrado com mais funções defensivas, Miguel Veloso foi determinante para que Portugal fizesse 1 a 0 aos 30 minutos. Depois de cruzamento dele, João Moutinho pegou sobra de bola na entrada da área, deu um chapéu no marcador e sem deixá-la cair abriu de novo para Miguel Veloso, que cruzou e viu o atrapalhado Boye desviar de joelho para o próprio gol.

Cristiano Ronaldo e Rúben Amorim finalizaram com perigo pouco depois, enquanto Atsu deu resposta desta vez caindo pelo lado esquerdo, mas o primeiro tempo terminou sem nova alteração em um placar que não interessava a nenhum dos times. Para o início da segunda etapa, os treinadores não fizeram mudanças, mas mandaram de volta a campo equipes ofensivas, já que Gana necessitava da vitória e Portugal tinha que melhorar o saldo de três gols negativos até aquele momento.

Os portugueses voltaram melhor, com boas tramas de ataque iniciadas por João Moutinho que passavam por Cristiano Ronaldo e Nani, mas quem marcou foi Gana, aos 11 minutos. Asamoah recebeu pelo lado esquerdo e fez cruzamento de trivela para Gyan, que apareceu livre para empatar a partida de cabeça.

Quase da mesma posição, Waris perdeu gol de cabeça após cruzamento da esquerda de Gyan aos 15 minutos. A situação adversa motivou o técnico português Paulo Bento a trocar o lateral-direito João Pereira pelo atacante Varela. Nulo, Éder foi o segundo a sair, dando lugar no ataque a Vieirinha.

Mas o maior problema estava em campo, porque Cristiano Ronaldo aparentava sentir lesão no joelho esquerdo. Mesmo assim, ele recebeu presente do goleiro Dauda e, da marca do pênalti, fez o seu gol aos 34 minutos. O craque ainda perdeu mais duas oportunidades claras de ampliar e viu sua seleção ser eliminada por causa do saldo de gols.

FICHA TÉCNICA

PORTUGAL 2 x 1 GANA

PORTUGAL - Beto (Eduardo); João Pereira (Varela), Pepe, Bruno Alves e Miguel Veloso; William Carvalho, Rúben Amorim, João Moutinho e Nani; Éder e Cristiano Ronaldo. Técnico: Paulo Bento.

GANA - Dauda; Afful, John Boye, Mensah e Kwadwo Asamoah; Badu, Rabiu (Acquah) e Andre Ayew (Wakaso); Atsu, Waris (Jordan Ayew) e Asamoah Gyan. Técnico: Kwesi Appiah.

GOLS - Boye (contra), aos 30 minutos do primeiro tempo; Gyan, aos 11, e Cristiano Ronaldo, aos 34 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOs - Afful e Warris (Gana); João Moutinho (Portugal).

ÁRBITRO - Nawaf Shukralla (Fifa/Bahrein).

RENDA - Não disponível.

PÚBLICO - 67.540 pessoas.

LOCAL - Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília (DF).

Copa 2014