Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Esportes

Esportes » Santos anuncia acordo com Damião e confirma saída do atacante

Futebol

Ricardo Saibun|Divulgação

Esportes

Santos FC

Santos anuncia acordo com Damião e confirma saída do atacante

Centroavante tem acordo para defender o Betis, da Espanha

0

Estadão Conteúdo

30 Janeiro 2016 | 10h06

A longa briga judicial entre Santos e Leandro Damião finalmente chegou ao fim na última sexta-feira, e com um acordo entre as partes. Neste sábado pela manhã, o clube paulista revelou que chegou a um acerto com o atacante para encerrar o vínculo entre eles. E mais, confirmou que o jogador está mesmo de partida para o Betis, da Espanha.

Na última sexta-feira, representantes do Santos se reuniram em Brasília com o estafe de Leandro Damião, em reunião mediada pelo ministro Ives Grandra Martins Filho, vice-presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST). "Em pauta estava um acordo de conciliação entre ambas as partes, clube e jogador, o que acabou acontecendo", explicou o clube em comunicado.

O ministro explicou ao Santos que caso o acordo não acontecesse, Damião estaria liberado para assinar com qualquer clube sem a necessidade dos R$ 65 milhões previstos por sua multa rescisória. Para impedir que isto acontecesse, a diretoria aceitou liberá-lo agora para assinar por 18 meses com o Betis, mas o vínculo com o clube paulista será automaticamente restabelecido ao fim deste período.

Se não aceitar ser vinculado novamente ao Santos daqui um ano e meio, Damião terá que pagar 15 milhões de euros de multa. Em caso de uma futura transação dentro deste período, o clube ficará com 90% da verba, enquanto o Betis lucrará apenas 10%. Em contrapartida, a diretoria do Santos se comprometeu a pagar os R$ 4,5 milhões de verbas trabalhistas em atraso para o atacante.

A passagem de Leandro Damião pelo Santos se tornou frustrante para os dois lados. Contratado a "peso de ouro", por 13 milhões de euros, em 2014, o jogador que chegava do Internacional nunca repetiu as atuações que o levaram à seleção brasileira no ano anterior. Para piorar, se desentendeu com a diretoria e deu início a esta longa briga judicial.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.