1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Santos faz 2 a 1 no Corinthians e é campeão da Copa São Paulo

Agência Estado

25 Janeiro 2014 | 12h 32

Equipe conquista a taça pelo segundo ano seguido, alcançando o terceiro título na história - 1984, 2013 e 2014

SÃO PAULO - O Santos é o campeão da 45.ª edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Em uma final emocionante, o time da Vila Belmiro mostrou ampla superioridade técnica e venceu o Corinthians por 2 a 1, na manhã deste sábado, no Estádio do Pacaembu. Assim, o Santos conquistou a taça pelo segundo ano seguido, alcançando o terceiro título na história - 1984, 2013 e 2014.

Dono da melhor campanha da Copa São Paulo, o Santos conquistou o título de forma invicta, com oito vitórias e 100% de aproveitamento. Confirmando a tradição do clube de times ofensivos, teve o ataque mais positivo do torneio, com 29 gols. Diego Cardoso dividiu a artilharia com Eduardo, revelação do Taboão da Serra, com nove gols cada. A sua defesa sofreu apenas dois gols, também sendo a melhor da competição.

Na final, o Corinthians perdeu a sua invencibilidade, uma vez que vinha de um empate e seis vitórias, mas acabou sendo superado pelo melhor time da Copa São Paulo. Neste sábado, os dois clubes reeditaram a decisão de 1984 do torneio, quando o Santos também venceu por 2 a 1. Esta foi a 19.ª decisão entre clubes paulistas. No ano passado, o time da Vila Belmiro derrubou o Goiás na final, por 3 a 1. Também foi a quinta final do Santos, que acumula dois vices na Copa São Paulo e, agora, três títulos.

O JOGO

Mais de 31 mil torcedores foram ao Pacaembu neste sábado. Sem se importar com a presença da torcida adversária, em maior número no estádio, o time do Santos "fez o seu jogo", usou bem a individualidade de alguns jogadores e mostrou eficiência nas finalizações.

O primeiro gol saiu aos 21 minutos. Jorge Eduardo ganhou a dividida na intermediária e lançou Stéfano Yuri. Ele invadiu a área e tocou por baixo do goleiro corintiano. A bola passou lentamente pela pequena área e, quase em cima da linha de gol, apareceu o oportunista Diego Cardoso para completar.

Não houve tempo de reação, nem da torcida, nem do time do Corinthians, porque o Santos ampliou o placar aos 30 minutos. Fernando Medeiros dominou a bola no meio-de-campo e lançou Serginho em velocidade nas costas da defesa. O esperto atacante desviou a bola do goleiro Henrique.

O Corinthians ainda tentou reagir e até finalizou mais. O time ameaçou três vezes com perigo. Numa falta cobrada por Ayrton, num cruzamento desviado por Lucas e depois num chute de longe de Ayrton, espalmado pelo goleiro João Paulo. Mas a etapa inicial acabou mesmo com o Santos vencendo por 2 a 0.

Atrás no placar, só restou ao Corinthians voltar mais adiantado no segundo tempo. E foi o que tentou fazer o técnico Osmar Loss. Os primeiros minutos foram de pressão, mas a defesa santista se apresentou bem organizada. O técnico Pepinho pediu aos santistas para tocarem a bola, com o objetivo de acertar algum contra-ataque para marcar outro gol. O time, no entanto, se posicionou muito atrás e passou a sofrer pressão.

Na garra, o Corinthians diminuiu o placar aos 31 minutos. Brayan desceu pelo lado direito e fez o cruzamento para a área, onde Malcon bateu de esquerda e no lado esquerdo de João Paulo, que saltou, mas não alcançou a bola.

A partir daí, a torcida corintiana e tentou empurrar o time para o empate. Houve muita dedicação dos corintianos, mas faltou técnica. A melhor chance aconteceu aos 41 minutos, quando Zé Paulo fez a virada de jogo para o colombiano Brayan, que driblou o goleiro, mas chutou para fora.

Os últimos momentos foram emocionantes e nervosos. Após uma discussão geral, o goleiro Henrique, do Corinthians, e o zagueiro Nailson, do Santos, foram expulsos. Gustavo, improvisado, foi para o gol corintiano, que ainda teve duas chances de empatar nos acréscimos. Mas não deu. No final, os jogadores do Santos foram em direção ao tobogã comemorar o triunfo ao lado de sua torcida, que celebrou o bicampeonato da Copa São Paulo.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 1 X 2 SANTOS

CORINTHIANS - Henrique; Lucão, Pedro, Luiz Gustavo e Guilherme Arana; Fabiano, Ayrton (Matheus) e Zé Paulo; Malcom, Lucas Douglas (Brayan) e Léo (Yan). Técnico - Osmar Loss.

SANTOS - João Paulo; Daniel Guedes, Paulo Ricardo, Naílson e Zé Carlos; Lucas Otávio, Fernando Medeiros (Diego Santos) e Serginho (Japa); Jorge Eduardo, Stéfano Yuri e Diego Cardoso (Gustavo). Técnico - Pepinho Macia.

GOLS - Diego Cardoso, aos 21, e Serginho, aos 30 minutos do primeiro tempo. Malcon, aos 31 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Flávio Rodrigues Guerra.

CARTÕES AMARELOS - Daniel Guedes, Diego Cardoso, Gustavo e Zé Carlos (Santos); Lucão (Corinthians).

CARTÕES VERMELHOS - Henrique (Corinthians) e Nailson (Santos).

RENDA - R$ 333.360,00.

PÚBLICO - 28.438 pagantes (31.481 presentes).

LOCAL - Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP).